Homem que esfaqueou mulher e a deixou na UPA se entrega à polícia, presta depoimento e acaba liberado 

Mulher foi socorrida na UPA de São José do Rio Preto/SP, na tarde de quarta-feira (1º), mas não resistiu. Câmera de segurança registrou suspeito deixando a vítima no local e fugindo. Na Delegacia de Defesa da Mulher, já havia duas ocorrências registradas pela vítima contra o companheiro, por agressão, em 2013 e 2015, mas, segundo a delegada, ela não levou a queixa a diante. Ele deve responder por feminicídio.

Nesta sexta-feira (3), o homem acusado de fugir após ter esfaqueado e abandonado a mulher na porta da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), do bairro Tangará, em São José do Rio Preto/SP, na tarde de quarta-feira (1º), se apresentou a Polícia Civil. 

O indivíduo se apresentou na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), acompanhado por um advogado. Júlio César Borges, de 50 anos, prestou depoimento para a delegada Dálice Ceron e depois foi liberado. Segundo o advogado de defesa, ele contou que os dois brigaram por ciúmes e que Júlio teria agido em legítima defesa.  

Uma câmera da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) gravou o momento em que o homem estaciona o carro, desce, mas a mulher Valéria Cristina Signorini de Mello, de 51 anos, tem dificuldades para sair e só consegue após ser retirada do veículo em uma maca. Em seguida, à vítima foi encaminhada para o Hospital de Base, mas sofreu várias paradas cardíacas e morreu.

A ação foi flagrada pelas câmeras do circuito de segurança e divulgadas pela Guarda Civil Municipal. As imagens chocaram os rio-pretenses. O corpo de Valéria Cristina foi enterrado na tarde de ontem (2), no Cemitério São João Batista, em Rio Preto. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

3 × um =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password