Homem perde R$ 36 mil em golpe de venda de carro

Estelionatário copiou anúncio verdadeiro da venda, convenceu a vítima a dar o dinheiro, mas não entregou o veículo.

 

Um homem de 33 anos perdeu R$ 36 mil no golpe da falsa venda de carro em anúncio na internet. O estelionatário ofereceu um HB20, ano 2015, que era de outra pessoa. A vítima só percebeu que tinha caído em uma armação, depois de pagar pelo carro.

Segundo informações do boletim de ocorrência, um advogado de 63 anos, anunciou em um site de compra e venda na internet, o HB20 por R$ 45,8 mil. O golpista copiou as informações e a foto, e fez outro anúncio, no mesmo site, mas oferecendo o mesmo veículo por R$ 39,5 mil.

Ao ver o carro sendo anunciado por por preço bem abaixo do valor de mercado, o homem de 33 anos, começou a negociar a compra do veículo.

O estelionatário mandou a vítima ir até o endereço do verdadeiro dono do veículo, para conhecer o carro, com alegação de que seria seu cunhado, mas pediu para não falar em valores, porque a negociação era só com ele mesmo.

Depois de conhecer e gostar do carro, a vítima fechou o negócio em R$ 36 mil. O suspeito deu as instruções para a vítima fazer o depósito do dinheiro.

Dando continuidade ao golpe, o estelionatário entrou em contato com o verdadeiro dono do carro, dizendo que tinha feito um TED (Transferência Eletrônica Disponível), no valor de R$ 45,8 mil, valor anunciado pelo HB20 e chegou até mandar via WhatsApp uma foto do suposto comprovante.

Vítima e verdadeiro dono do carro, enganados, foram até cartório, onde fizeram documento de compra e venda, com reconhecimento de assinaturas. A enganação acabou quando o dono do carro descobriu que o TED era falso e não tinha caído os R$ 45,8 mil na conta bancária.

O comprador do carro até tentou entrar em contato com o suposto vendedor, mas sem sucesso. Sem alternativa, ele registrou um boletim de ocorrência e vai tentar, via judicial, recuperar os R$ 36 mil.

Como o carro está relacionado no caso de estelionatário, o verdadeiro dono do veículo foi orientado a não vendê-lo até que as investigações terminem.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password