Homem é preso suspeito de matar amigo enforcado e jogar corpo às margens de rodovia

Rapaz foi levado à delegacia e disse que jogou corpo de amigo, o votuporanguense Rodrigo Teodoro, de 39 anos, às margens da Rodovia BR-153, em Onda Verde/SP. Ele foi preso temporariamente e levado ao CDP.

A Polícia Civil de São José do Rio Preto/SP prendeu nesta terça-feira (19) um homem suspeito de matar enforcado o web designer Rodrigo Teodoro, de 39 anos, em outubro do ano passado.

De acordo com a Polícia Civil, familiares da vítima, que morava no bairro Solo Sagrado, procuraram a delegacia para denunciar o desaparecimento em 11 de outubro de 2019.

Oito dias depois, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou o corpo do rapaz em fase de decomposição às margens da Rodovia BR-153, em Onda Verde/SP.

A Polícia Civil começou a fazer buscas para encontrar o suspeito do crime e descobriu pelo perfil da vítima que ela havia combinado de encontrar com um homem de 46 anos, morador de Guapiaçu/SP.

Segundo a corporação, o suspeito foi chamado ainda no mês de outubro para depor na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) sobre o desaparecimento do amigo.

Contudo, os policiais duvidaram do depoimento, porque o suspeito apresentou versões estranhas sobre os fatos e tentou montar álibis.

Após a oitiva, os investigadores começaram a desconfiar e conseguiram descobrir que os acontecimentos descritos pelo suspeito não eram verdadeiros.

Prisão

As investigações continuaram, e as equipes começaram a produzir provas que colocavam o rapaz como principal suspeito de ter matado a vítima.

O delegado responsável pelo caso, então, representou à Justiça pela prisão temporária do suspeito, que foi encontrado e preso na manhã desta terça-feira.

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi levado à sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), onde foi confrontado e confessou o crime.

À polícia, ele também afirmou que conheceu a vítima no ano passado através de uma rede social e que teve conflitos comerciais e pessoais depois de começar a trabalhar com ela.

Ele também alegou que, diante da “tortura psicológica”, chamou a vítima até sua casa e a esganou até a morte. Em seguida, colocou o corpo dela na caçamba de uma caminhonete e o jogou às margens da Rodovia BR-153.

O rapaz será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto. Ele foi preso temporariamente, mas a prisão pode ser renovada ou convertida em preventiva depois de 30 dias.

FONTE: Informações | g1.globo.com

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password