Homem é detido ao tentar quebrar vidro de loja de artigos militares com lixeira de ferro em Rio Preto

Indivíduo foi detido após DIG (Delegacia de Investigação Gerais) conseguir identificá-lo. Ele confessou que tentou entrar no estabelecimento para furtar uma arma do tipo airsoft.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que um homem tenta quebrar o vidro de uma loja de artigos militares utilizando uma lixeira de ferro, na madrugada de segunda-feira (2), no bairro Boa Vista, em São José do Rio Preto/SP.

A cena chama atenção porque o estabelecimento comercial alvo da tentativa de furto fica na frente do Comando de Policiamento do Interior 5 (CPI-5), que está localizado na Avenida dos Estudantes.

Segundo o delegado Alceu Lima de Oliveira Junior, o homem que aparece nas imagens foi identificado e levado à DIG (Delegacia de Investigações Gerais), na tarde desta terça-feira (3).

Durante depoimento à polícia, ele confessou que tentou entrar na loja para furtar uma arma do tipo airsoft, mas desistiu depois de não conseguir quebrar o vidro.

Como não houve flagrante, o criminoso foi liberado e será investigado em liberdade. Contudo, a motocicleta que ele usou no dia do crime foi apreendida.

Imagens

Nas imagens, é possível ver que o rapaz chega ao local em uma motocicleta. Sem desligar o veículo, ele desce, olha para os lados, vai em direção à entrada da loja e tenta quebrar o vidro com chutes.

Ele ainda tentar abrir a porta do estabelecimento, mas não consegue e vai embora. Cerca de 10 minutos depois, o criminoso volta pilotando a mesma moto e tenta quebrar o vidro da loja com o auxílio de uma lixeira de ferro.

O rapaz dá diversos golpes, mas não consegue quebrar a entrada do estabelecimento comercial, abandona a lixeira na calçada e vai embora.

Lixeira no chão

A imprensa, o dono da loja de artigos militares, Romeu Correa Viana, de 63 anos, afirmou que chegou para trabalhar na manhã de segunda-feira e achou estranho o fato de a lixeira de ferro estar na porta.

“Eu puxei as imagens pelas câmeras e acionei a Polícia Militar. Além dele ter usado a lixeira e os pés, também tentou quebrar o vidro com um tijolo”, diz Romeu.

Romeu afirma que foi um “milagre” o vidro ter suportado o impacto dos golpes e não ter quebrado.

“Minha loja fica literalmente na frente do CPI-5. Não sabemos de onde ele tirou a lixeira que usou para tentar quebrar o vidro, pois a polícia fez uma varredura ao redor da minha loja para tentar encontrar, mas não conseguiu”, afirma Romeu.

FONTE: Informações | G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

três + dezenove =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password