Homem com surto psicótico que tentou contra vida de policiais e equipe do Samu é condenado a internação

No último dia 17 de setembro, foi condenado a internação, o morador do bairro Estação, que tentou contra a vida de policiais militares e profissionais do Samu. O homem foi considerado parcialmente punível, por ser constatado que o mesmo tem problemas mentais, sendo assim sentenciado a tratamento médico.

De acordo com a sentença, o juiz reconheceu a prática dos crimes, mas por já existir um processo judicial insanidade mental parcial no Fórum, decidiu converter as penas de prisão por posse e disparo de arma de fogo, em tratamento apropriado pelo período de 1 a 3 anos, mediante avaliação médica periódica.

Entenda o caso

O homem identificado como V.P.S, teve surto psicótico e, de posse de um revólver calibre 38, ameaçou moradores e policiais militares e profissionais do Samu.

Segundo o que foi apurado pela reportagem do votunews na época (que foi acionada para acompanhar as negociações para que o homem se entregasse), o homem estava bastante alterado e disparou um tiro em via pública. Em seguida, o homem se trancou em sua residência e começou a quebrar tudo que via pela frente. Empunhando o revólver, o homem ainda disparou mais três vezes em direção aos PMs, mas os tiros “picotaram”.

Os policiais militares – tenente Sarah e sargento Martinez conduziram as negociações para que homem entregasse a arma e fosse contido. Contudo, ainda muito alterado, o senhor começou a arremessar garrafas de vidro em direção aos policiais.

Em certo momento, o homem se descuidou e deixou o revólver em cima de um armário. Foi neste momento que uma equipe da PM entrou no imóvel pelos fundos da casa e outra equipe pela frente da residência e conseguiram render o indivíduo e apreender a arma. Mesmo contido o homem ainda continuou em surto, sendo necessária a intervenção da equipe médica do SAMU que fez o uso de tranquilizante.

O homem precisou ser levado a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) para ser medicado e, posteriormente conduzido à Central de Flagrantes, para o registro da ocorrência policial.

0 Comentários

Deixe um Comentário

12 + 14 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password