Há 25 anos servindo a comunidade como padre

Sacerdote que coordena a Paróquia Santa Joana celebrou aniversário de ordenação sacerdotal na última segunda-feira

O padre José Américo Alves, da Paróquia Santa Joana Princesa, comemorou 25 anos de ordenação sacerdotal e recebeu uma homenagem da comunidade na segunda-feira (22), durante a celebração de uma missa com a presença do bispo Dom Tomé.

Em entrevista, na manhã de ontem, no programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade, ele destacou que a celebração foi muito marcante e emocionante. “Esta data é bíblica. O povo de Deus tem momento de celebração, voltados para o louvor e a bênção. Vinte e cinco é um dos primeiros jubileus, os casais comemoram bodas de prata e nós, religiosos, comemoramos o jubileu de prata”, disse.

Nascido e criado em São José do Rio Preto, como membro da Paróquia São Benedito, na Vila Ercília, padre José Américo sempre teve uma participação muito ativa na comunidade católica cristã. “Meus pais eram portugueses, oriundos da Ilha da Madeira, e, por tradição, todos da minha família tiveram essa educação. Estive nas procissões com o meu pai, fui coroinha e participei de movimentos jovens”, contou. O padre falou ainda que, na época, não percebeu que  poderia um dia  servir ao sacerdócio. “Agora vejo que Deus estava me preparando para algo maior”.

Quando decidiu ser padre, José Américo já tinha cursado um ano de Administração na faculdade, quando contou o desejo aos seus pais percebeu um certo aperto no coração deles, mas logo recebeu apoio dos dois. “O chamado de Deus para ser padre foi algo mais forte. Tenho comigo a frase “Não fostes vós que me escolhestes, fui Eu que vos escolhi”, que está em João 15,16, que me marca até hoje. Nela, damos resposta ao chamado de Deus, que nos ama primeiro”.

Sobre a vocação religiosa, José Américo afirmou que há vários pontos a serem refletidos. “Hoje, tudo é muito prático para as pessoas, mas essa não é uma escolha que parte da gente. O celibato é, atualmente, muito debatido, mas é algo que pode ser mudado com o tempo, porém, acredito que hoje não tem como, devido aos trabalhos que realizamos. O padre tem toda uma tarefa a ser desempenhada. Temos agora os diáconos permanentes, quem sabe com o tempo!”, destacou.

Paróquia

Padre José Américo é o responsável pela Paróquia Santa Joana Princesa, comunidade que existe há 26 anos. Nela, o padre está há 21 anos e meio. O religioso conta com apoio do padre Joaquim Tadeu, residente em Parisi e que há mais de 10 anos atua nas comunidades Santo Expedito e Santo Antônio. Além da Paróquia, José Américo também atua nas comunidades Santa Rita e São Vicente. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password