Grupo Cúmplices entrega flores para pacientes da Santa Casa

Integrantes percorreram a Instituição no final de semana, transformando todo o ambiente hospitalar com muito amor

 

A camisa do Grupo Cúmplices já reflete todo o trabalho: “que a gente saiba florir onde a vida nos plantar”. Florescer na Santa Casa de Votuporanga. Em um ambiente hospitalar, onde os sentimentos são dos mais variados, esta missão é possível. Dores são amenizadas e as preocupações, por um momento, são esquecidas graças ao amor pelo próximo e acolhimento.

Os integrantes levam amor e delicadeza para os pacientes, demonstrando que, em um mundo egoísta, há pessoas que ainda pensam se dedicam ao outro. São retratos de altruísmo, generosidade e voluntariado.

No sábado (14/4), os integrantes da turma iniciaram um novo projeto. Além das datas comemorativas como Páscoa e Natal, eles irão até o Hospital para visitar os pacientes internados. Trazem flores, sorrisos e esperança.

Aproximadamente 10 participantes do Grupo percorreram as alas A e B. “Entregamos 70 kalanchoes. Conversamos com os pacientes, deixando uma palavra de amor e esperança”, afirmou Renata Amorim, integrante do Cúmplices.

Renata se surpreendeu com a receptividade. “Foi incrível, a flor fala por si só.  O sorriso era instantâneo. Queriam escolher as cores, alguns não estavam no quarto e correram atrás da gente para ganhar. Eles nos buscavam no corredor para visitar a ala, foi demais. A reação dos pacientes foi muito impactante para nós”, complementou.

A próxima ação será no sábado, véspera do Dia das Mães. “Tenho certeza que também será muito especial. A data já é marcante e queremos visitar as demais alas, principalmente a Maternidade para dar boas-vindas para as futuras mamães. Sempre comentamos no grupo que quem ganha neste projeto somos nós, de valorizar a vida”, disse.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a iniciativa. “O Grupo Cúmplices colore nosso Hospital nas semanas da Páscoa e Natal, levando chocolate, panetones e muita música. Ao saber que esta ação agora é mensal, nosso sentimento é de gratidão. Sentimos os benefícios desta iniciativa e, por isso, apoiamos valorizando a humanização. Os pacientes se sentem mais acolhidos, calmos, cheios de esperança e respondem melhor ao tratamento. Sem dúvidas, faz toda a diferença para nossos assistidos”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password