Goleada elimina Alvinegra

O Santo André construiu a vitória com três gols no primeiro tempo do jogo e segurou o resultado até o final. Apesar da insistência do time Votuporanguense, a forte marcação do adversário impediu a reação

A defesa do Votuporanguense, que vinha sendo o ponto forte do time na Copa Paulista, não funcionou ontem e a equipe perdeu por 3 a 0 para o Santo André, em São Bernardo do Campo, pelas quartas de final, e deu adeus para a competição. O time do ABC Paulista construiu a vitória no primeiro tempo.

O jogo

A Votuporanguense não se acovardou diante do adversário que tinha o mando do jogo e começou indo à frente, mas, até os dez minutos, a Alvinegra só conseguiu alguns cruzamentos que atravessaram a área adversária sem finalização. Álvaro foi puxado pelo zagueiro Jean, aos 12 minutos, a três metros da meia lua. Romário bateu bem e o goleiro Neto se esticou para evitar que a bola entrasse no ângulo esquerdo. Em uma boa escapada aos 15 minutos de jogo Álvaro arriscou de longe, mas a bola foi para fora. Com rápido toque de bola, Paulinho, Caio César, Álvaro e Romário envolviam a zaga adversária, mas em uma escapada o time da casa conseguiu abrir o placar. Umminutodepois, após levantamento da esquerda, Rodriguinho, sozinho, dominou no segundo pau e bateu forte de perna direita. O goleiro Cairo caiu na bola e chegou a encostar, que lentamente rolou para o fundo do gol. Depois do revés, o Cav começou a rifar a bola e insistir em chutes de longe sem muito sucesso. O gol deu confiança ao Santo Andréque, aos 24 minutos, contratacou rapidamente e foi fatal. Müller Fernandes chutou da entrada da área. A bola rebateu na zaga da Votuporanguense e Maicon completou para as redes do goleiro Cairo. Daí para frente, a Alvinegra começou a se prostrar mais na defesa e investir apenas em contra-ataques, na maioria, com cruzamentos de longe que acabaram em nada. A bola se manteve, na maior parte do tempo, na área central do campo. Aos43 minutos, Cairo saiumal dogol e, foradaárea, tentou cabecear a bola para longe – para não fazer falta – masfurou e Müller Fernandesganhoua bola depresente e só empurrou para as redes, deixando o placar mais elástico. Quase na sequência, Rodriguinho ficou novamente sozinho na área após cruzamento da direita e cabeceou para fora.Ojuiz encerrou aos45minutoscravados.Comvantagem no placar, o Santo André investiu na marcação homem a homemno segundo tempo. Decara,o timemandantemostrou que não queria mais jogo, montouduaslinhasdequatro jogadores (atrás e no meio do campo) com apenas Müller e Rodriguinho nafrente, para eventuais contra-ataques. Aí ficou ainda mais difícil para oCAVque, sem forças, não conseguiuarmargrandesjogadas e apenasmartelou asduas paredes adversárias até o fim da partida. “Fizemos uma boa campanha, mas o desempenho da nossa defesa hoje nao foi aquele apresentado durante todo o campeonato. Considero que caímos de pé”, lamentou o técnico Marcelo Dias. (colaborou Elton Rodrigues

Ademir Terradas
ademir.terradas@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password