Goiás marca no fim, vence o Botafogo no Serra Dourada e se aproxima do G4

O Botafogo até se esforçou, Jefferson fez grande defesas, mas Eduardo Sasha, aos 42 minutos do segundo tempo, fez o gol da vitória do Goiás, no confronto na tarde deste domingo, no Serra Dourada, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Com o resultado, o Botafogo caiu para a terceira posição da tabela de classificação da competição. Já o Goiás, sobe e chega aos 52, ficando na quinta posição. Agora, o time goiano se aproxima do G4 e coloca pressão nos alviengros na luta por uma vaga na Copa Libertadores da América do ano que vem.
No próximo domingo, o Glorioso viaja até Caxias do Sul, e no Estádio Centenário, enfrenta o Internacional. Já o Goiás, tem dois compromissos no Rio de Janeiro nesta semana. Na quarta-feira, às 21h50, o Esmeraldino enfrenta o Flamengo na partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. Já no sábado, às 21h, as duas equipes se enfrentam no mesmo estádio pelo Campeonato Brasileiro.


EQUILÍBRIO NO PRIMEIRO TEMPO

As maiores preocupações do Botafogo durante a semana, o forte calor e as dimensões do campo do Serra Dourada, as maiores do país, foram, desde o início do jogo, uma dificuldade para o Botafogo. O Goiás, que não contou com a presença massiva da sua torcida e do seu principal jogador – Walter -, teve boas chances para abrir o marcador, mas parou na boa forma de Jefferson.

Apesar de ter jogado no meio de semana pela Copa do Brasil, enquanto o Botafogo, apenas treinava para o confronto deste domingo, os donos da casa, bem fisicamente, davam trabalho aos alvinegros. A principal chance dos cariocas veio através de Elias. Após boa jogada, o atacante foi derrubado pelo goleiro Renan, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Rafael Marques, na sequência, teve chance de marcar, mas Renan defendeu. Os alvinegros reclamaram muito de pênalti no início da jogada.

GOIÁS VOLTA MELHOR E CHEGA AO GOL

Se o primeiro tempo foi equilibrado, o mesmo não se pode dizer do segundo. Aproveitando-se do fato de jogar em casa e do desgaste físico, além dos constantes erros de passes do Botafogo, o Goiás tomou conta do segundo tempo. Enderson Moreira fez uma modificação no intervalo que deu resultado. A entrada de Wellington Júnior no lugar de Júnior Viçosa.

Apesar de dominar as ações ofensivas da partida, o Goiás parou nas grandes defesas de Jefferson, que provou mais uma vez porque é goleiro da Seleção Brasileira, capitão e uma das referências do elenco alvinegro. Sem força no meio-campo, Oswaldo tirou Seedorf do jogo. Lodeiro entrou, mas não modificou o panorama do jogo. Hyuri e Lucas Zen também foram alternativas na etapa final. Mas pouco produziram.

No fim, aos 42 minutos, William Matheus fez grande jogada pela esquerda, a defesa do Botafogo falhou e Sasha – de cabeça, fez o gol da vitória do Goiás. Aí, já era tarde demais para o Botafogo tentar alguma reação.
FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/Horário: 3/11/2013 – 17h (de Brasília)
Público/Renda: Presentes:10.817/ Pagantes:9.295/ Renda: R$ 203.205
Árbitro:
 Sandro Meira Ricci (Fifa/PE)
Auxiliares: Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Cartões Amarelos: Rodrigo (GOI), Amaral (GOI), Eduardo Sasha (GOI)
Cartões Vermelhos: não houve

GOLS: Eduardo Sasha, aos 42 minutos do segundo tempo.

GOIÁS: Renan, Vítor, Rodrigo, Ernando e William Matheus; Amaral, David, Eduardo Sasha, Hugo (Thiago Mendes 24’/2ºT) e Roni (Wellinton Junior 13’/2ºT); Júnior Viçosa (Léo Bonatini/intervalo). Técnico: Enderson Moreira.

BOTAFOGO: Jefferson, Edílson, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Lucas Zen 32’/2ºT) e Gabriel; Gegê (Hyuri 25’/2ºT), Seedorf (Lodeiro 17’/2ºT) e Rafael Marques; Elias. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password