Gato ‘gerente’ ganha crachá e uniforme de empresa e ajuda dona em campanha pela adoção tardia

Empresária e protetora de animais de Ibitinga (SP) recolheu o animal já adulto e diz que presença dele na empresa transformou para melhor o ambiente de trabalho. Para ela, bichano é a prova viva de que é possível adotar felinos que não sejam filhotes.

Os funcionários de uma empresa de comércio virtual de enxovais de Ibitinga (SP) ganharam recentemente a companhia de um “gerente” que mudou, para melhor, o ambiente de trabalho. Desde que Athos da Cruz Carreira Tarabole assumiu o cargo, os trabalhadores relatam que nunca mais tiveram um dia triste ou tenso na empresa.

O detalhe inusitado desta história é que Athos é um gato de rua que foi resgatado há cerca de cinco meses pela empresária Mirtes Carreira, de 35 anos, que também é protetora de animais na cidade.

Por conta de sua presença marcante na empresa, o gato ganhou recentemente uniforme e crachá, com seu nome e cargo, e virou uma espécie de garoto-propaganda da campanha lançada pela empresária em favor da “adoção tardia” de animais.

“Sempre recolho gatos de rua, cuido, faço a castração e vermifugação, e encaminho para adoção, mas quando ofereço gatos adultos sempre escuto: ‘Ah, mas adulto não se adapta, já acostumou na rua’. O Athos é a prova viva que se adapta, sim, pois onde tem amor, cuidado e carinho o bicho sempre fica”, afirma Mirtes.

Depois do sucesso na adoção de Athos, Mirtes resolveu divulgar sua história e compartilhar em suas redes sociais a campanha com as hashtags “#adoteumgatoadulto” e “#adotarétudodebom”.

A empresária conta que o gato começou a aparecer em sua casa ainda no primeiro semestre deste ano para pedir comida, sempre na companhia de outros gatos.

Ao pensar em recolher mais um bicho, sofreu resistência de seu namorado por conta da “superpopulação” de gatos em sua casa – Mirtes já mora com 12 animais recolhidos das ruas.

Mirtes diz que, como o caso aconteceu próximo ao Dia dos Namorados, ela pediu como presente ao companheiro, que também é sócio na empresa, para ficar com o gatinho.

Jean Tarabole e Mirtes Carreira com Athos, o novo "gerente" da empresa do casal: "Nunca mais tivemos um dia triste ou tenso no trabalho" — Foto: Arquivo pessoalJean Tarabole e Mirtes Carreira com Athos, o novo "gerente" da empresa do casal: "Nunca mais tivemos um dia triste ou tenso no trabalho" — Foto: Arquivo pessoal

Jean Tarabole e Mirtes Carreira com Athos, o novo “gerente” da empresa do casal: “Nunca mais tivemos um dia triste ou tenso no trabalho” — Foto: Arquivo pessoal

O namorado aceitou o pedido de “presente”, mas com a ressalva de que o gato ficasse morando no barracão onde estão instalados o depósito e o escritório da empresa.

“No início ficamos preocupados porque a loja fica numa avenida movimentada e achamos que ele poderia correr perigo. Mas ele nunca mais foi pra rua. Depois, achamos que os funcionários não gostariam, mas de novo ele nos surpreendeu, pois ele virou o xodó de todos. Nunca mais tivemos um dia triste ou tenso no trabalho”, destaca Mirtes.

Atualmente, Athos está totalmente adaptado e passa os dias percorrendo os departamentos da empresa atrás das brincadeiras com os funcionários, de alguma refeição (só come sachê sabor peixe), ou ainda de horas de descanso – há camas acolchoadas espalhadas em cada setor da empresa.

0 Comentários

Deixe um Comentário

catorze + dezoito =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password