Garoto sobrevive em acidente que matou dois jovens

Com apenas nove anos de idade, o menino Gabriel Machado Lopes virou um guerreiro adulto na madrugada fria de uma área rural do município de Monções, a 94 quilômetros de Rio Preto.

Único sobrevivente no acidente em que o veículo caiu numa ribanceira da vicinal Fernando Ramires, 20 metros antes de uma travessia conhecida como Ponte do Limão, Gabriel resistiu por cerca de sete horas, quando conseguiu quebrar um dos vidros do carro, achar um celular no veículo e telefonar para a mãe.

No local do acidente registrado na madrugada do sábado, morreram a irmã dele, Letícia Machado Lopes, de 13 anos, e um amigo deles, Adilson Alef Prais viana, de 19 anos, que dirigia. De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo, um Gol branco, dirigido por Adilson perdeu o controle e caiu em uma ribanceira de aproximadamente três metros de altura.

De acordo com um amigo da família que não quis se identificar, o acidente aconteceu por volta das 22 horas de sábado, mas o carro só foi encontrado às 5 horas da manhã de domingo, quando o garoto Gabriel, que estava no banco traseiro, conseguiu sair do veículo e ligar para a mãe. Gabriel foi socorrido com luxação na perna esquerda, hematomas no joelho direito e alguns ferimentos na cabeça.

Uma tia de Letícia e Gabriel contou ao Diário que o menino usou uma chave de roda, quebrou o vidro lateral do veículo, conseguiu achar o celular e pediu socorro. “Ele ainda está muito abalado e a gente não entende muito bem como aconteceu o acidente. Acredito que ele tenha ficado desacordado depois de bater a cabeça e quando acordou pediu ajuda”, diz a tia.

O caso está sendo investigado pela delegacia de polícia de Monções. O delegado Marco Aurélio Tirapelli, afirmou que aguarda o resultado dos laudos para saber se o motorista havia ingerido bebida alcoólica, se estava em alta velocidade e o que teria causado o acidente.

Uma equipe do Diário esteve em Macaubal, onde moram os familiares de Letícia e Gabriel, mas eles não quiseram falar sobre o acidente. Um tio da garota que preferiu não se identificar disse que a mãe deles está muito abalada, medicada e sem condições de falar sobre o caso.

O Diário também tentou falar por telefone com os familiares de Adilson, residentes em Monções, mas ninguém foi encontrado. O jovem foi enterrado em Palmares Paulista manhã de ontem. Letícia foi enterrada em Macaubal, no mesmo dia. Centenas de familiares e amigos acompanharam o funeral. Nas redes sociais várias pessoas deixaram mensagens de paz no perfil das vítimas.

Pierre Duarte
Ribanceira onde o carro caiu e onde Gabriel passou a noite

Embriaguez e morte

O final de semana foi violento nas estradas. Além das duas mortes no acidente em Monções, outras cinco pessoas morreram entre sexta-feira e sábado. Em um dos casos o motorista foi preso em flagrante por embriaguez ao volante. No carro dele estava uma garota de 4 anos que morreu ao ser arremessada para fora do veículo na vicinal Jarbas de Moraes, que liga Santa Albertina e Jales, depois de o veículo capotar.

Jeferson Batista de Souza, 24 anos, foi preso em flagrante acusado de embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa, pelo delegado de Milton Moreira, de Urânia. De acordo com o delegado, o teste do bafômetro apontou que o motorista estava com 0,81 miligramas de álcool por litro de ar expelido, quando o máximo tolerado pela Lei Seca é de 0,05 mg (margem de erro do bafômetro).

A garota, que estava sem cinto de segurança, foi arremessada cerca de 20 metros de distância do local onde o veículo parou. A mãe da criança, Rivaneide Santos de Jesus, 23 anos, e a passageira do carro, Driele Mendonça de Jesus, 19 anos, foram socorridas em estado grave para a Santa Casa de Jales, onde permanecem internadas.

O delegado pediu a prisão preventiva de Jeferson, mas o pedido foi negado pela Justiça de Jales. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 3 mil. “Assim que esse valor for pago ele será liberado, infelizmente”, diz o delegado. Três pessoas morreram em dois capotamentos em rodovias da região, na madrugada de sábado. Além disso, em Nhandeara, o motorista Luiz Rogério Melega, 35 anos, morreu depois que o trator que em ele estava tombou.  Victor Augusto diarioweb.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

um × 2 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password