Garota inventa falso sequestro após matar aula

Uma garota de 13 anos mentiu para polícia para se livrar da bronca dos pais depois de ter matado aula. O fato aconteceu na noite de segunda-feira, 19.

A menina foi com a mãe até a delegacia para realizar um boletim de ocorrência. A estudante informou que, por volta do meio-dia, desceu em um ponto de ônibus na avenida Mirassolândia, e pretendia ir para à escola. No meio do caminho ela disse ter sido abordada por dois indivíduos em um veículo Ford Ka preto. A menina ainda afirmou que os bandidos roubaram seu celular e a fizeram entrar no carro.

Segundo a adolescente, os criminosos estavam encapuzados e andaram com ela no carro durante algumas horas. A garota afirmou que os bandidos descreveram suas características para alguém pelo celular dela. Porém, por volta das 16h, os criminosos a teriam deixado em uma estrada próxima ao bairro São Deocleciano, onde a garota conseguiu ligar para mãe de um telefone público.

A menina disse aos policiais que acreditava ter sido sequestrada por engano. Para justificar o fato de ainda estar com seu celular, a garota afirmou que os bandidos devolveram para ela antes de fugirem.

O boletim de ocorrência foi registrado, mas os pais da garota desconfiaram da história e ela acabou dizendo a verdade quando chegaram em casa, que a história não passava de uma invenção para se livrar do fato de ter faltado à aula.

“Ontem ela contou isso e fizemos o boletim de ocorrência. Quando chegamos em casa,  ainda achamos muito estranho o que ela relatava. Ela então nos contou que havia matado aula e ficou com medo da nossa reação e inventou esse acontecido” diz a mãe da garota.

De acordo com a mãe, isso nunca havia acontecido. Os pais tiraram o celular da menina como castigo e pretendem ir com a garota até a delegacia novamente para desfazerem o mal entendido. Núcleo Multimídia/Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password