Futebol Americano vira modalidade no município e está com inscrições abertas

O ano começou com novidades vindas da Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Votuporanga. Um grupo de atletas praticantes de Futebol Americano procurou o secretário José Ricardo Rodrigues da Cunha, o Mineiro, para apresentar a modalidade e solicitar apoio para as competições. “Pude ver que a prática esportiva já possuía muitos adeptos e poderia ter ainda mais atletas com nosso apoio, foi onde decidimos transformá-la em modalidade esportiva no município.

A partir de agora os atletas terão locais de treinamento oficias, apoio para compra de equipamentos, transporte durante as competições e o que estiver ao nosso alcance”, informou o secretário, que anunciou também a abertura de inscrições para a escolinha nas categorias masculino e feminino com idade entre 7 e 15 anos.

 

Os treinos serão realizados no CSU todas as segundas e quartas-feiras, das 14 às 16 horas, e a previsão é que o início das aulas aconteça no dia 4 de março com o professor Maurício Fuscaldo. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o futebol americano exige muito mais raciocínio do que físico, pois é considerado como um xadrez humano, todas as jogadas são muito bem planejadas e articuladas e precisam ser pensadas rapidamente. Nos Estados Unidos ele é considerado um esporte disciplinar, só pode praticar quem tiver bom rendimento acadêmico”, explicou o professor que já era integrante do grupo que solicitou apoio à Prefeitura.

 

Já está em processo a abertura de uma Associação Esportiva para o grupo e a filiação à Confederação Brasileira de Futebol Americano o que proporcionará participar dos Campeonatos Paulista e Brasileiro, porém, de 2014. “Vamos trabalhar este ano para estruturação da equipe e treinamentos”, explicou Fuscaldo.

 

 

O time já possui uma identificação, “Votuporanga Mohawks”, e tem perfil no facebook. Para quem quiser conhecer um pouco mais ou conversar com os organizadores, basta digitar o nome da equipe na rede social.

 

Inclusão

Também já faz parte do grupo um atleta com deficiência auditiva. “Foi muito bacana a vinda dele para o grupo, pois tivemos a oportunidade de desenvolver técnicas de inclusão. Como as jogadas são anunciadas o exercício da fala e escuta faziam parte do processo, porém, com a chegada do Jamil implantamos outra forma de comunicação dentro do jogo”. Os jogadores classificam as jogadas por cores e amarram fitas nos dedos, sendo assim, de acordo com a jogada uma pessoa responsável por essa comunicação assinala com o dedo a cor referente, fazendo, desta forma, a inclusão do atleta. “Ele agregou muito à nossa equipe, pois tem preparo e raciocínio rápido. Esta é uma prova de que a modalidade está totalmente aberta a diversas pessoas, inclusive as que possuem esse tipo de deficiência”, afirmou Fuscaldo.

 

Os alunos da escola de base primeiro receberão os fundamentos do Futebol Americano e posteriormente os treinos práticos. Mais informações pelo telefone da Secretaria de Esportes, (17) 3426-1200.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password