Fundação Procon parabeniza Prefeito por iniciativa do órgão local contra Elektro

Em ofício dirigido ao Prefeito João Dado, o Diretor da Fundação elogiou Procon local em notificar a Elektro e reverter uma situação que traria problemas para os consumidores.

O Prefeito João Dado recebeu um ofício do Diretor de Relações Institucionais da Fundação Procon SP, João Marcelo Gonçalves, parabenizando a “iniciativa exemplar” do Procon de Votuporanga em notificar a Elektro em razão do noticiado rompimento do convênio que a concessionária de energia tinha com a Caixa Econômica Federal e Casas Lotéricas.

“O fato poderia acarretar uma série de problemas para os consumidores que não poderiam pagar suas contas nesses pontos de atendimento”, explicou a Diretora do órgão local, Andréa Thomé.

No ofício, o Diretor de Relações Institucionais da Fundação Procon SP relata que “a referida iniciativa do Procon de Votuporanga fez com que a concessionária voltasse atrás em sua decisão mantendo a atual rede para recebimento de contas pagas pelos consumidores. Ante a nobre iniciativa, tem o presente a finalidade de prestar congratulações pelo excelente serviço prestado por toda a equipe do Procon de Votuporanga e manifestar expressamente nossos agradecimentos pelo comprometimento sempre demonstrado com a causa consumerista”, declarou Gonçalves.

A Diretora do Procon de Votuporanga destaca a importância de ações preventivas dos órgãos de defesa do consumidor. “É importante destacar que a empresa promoveu adequação da conduta de modo a evitar potenciais danos aos consumidores, mostrando que ações de prevenção são mais eficazes. E neste aspecto, reconhecemos que a Elektro empenhou-se em resolver o problema, demonstrando respeito aos seus clientes”, comemorou Andrea.

Entenda o caso

No dia 22 de junho deste ano, o Procon de Votuporanga, órgão vinculado à Prefeitura de Votuporanga, por intermédio da Secretaria da Cidade, notificou a concessionária de energia Elektro Eletricidade e Serviços S.A. a prestar esclarecimentos sobre a anunciada mudança no sistema de recebimento das faturas dos consumidores no município.

Segundo a Diretora do Procon, Andrea Isabel da Silva Thomé, na época, a decisão da empresa acarretaria provável redução na rede de atendimento o que atingiria diretamente os consumidores que teriam que enfrentar enormes filas nos correspondentes bancários que já apresentam problemas quanto ao excesso de tempo no atendimento. “Trata-se de um serviço essencial e, assim, a empresa deve apresentar um plano de contingenciamento para enfrentar o problema e garantir que o pagamento de suas faturas seja feito sem causar ainda mais transtornos ao consumidor que já paga um elevado preço pelo serviço prestado”.

O Procon de Votuporanga ainda havia solicitado esclarecimentos sobre o número de pontos de pagamento que existiam e quantos iriam continuar efetuando o atendimento após a anunciada mudança. Além disso, o órgão também questionou, à época, sobre quais providências estavam sendo tomadas para resguardar a qualidade na prestação do serviço sem provocar maiores transtornos aos clientes que querem pagar suas contas em dia. O objetivo da ação era fazer com que a empresa cumprisse as disposições contidas no Código de Defesa do Consumidor.

0 Comentários

Deixe um Comentário

onze − 8 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password