Frentista usava posto de Fernandópolis como ponto de tráfico

O desembargador Poças Leitão, da 8o Grupo de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, indeferiu o pedido de revisão criminal de um traficante de Fernandópolis que entregava drogas em domicílio, na cidade e região.

F.S.B. foi condenado penas de 5 anos de reclusão, no regime inicial fechado, e pagamento de 500 dias-multa, no valor mínimo legal. O peticionário confessou que as drogas seriam destinadas à venda, “desde que não faltasse para o seu uso”. Elucidou que vendia droga a quem o procurasse, pela quantia de 50 reais a porção.

Os policiais civis conformaram que após receberem denúncia anônima, segundo a qual F.B. comercializava drogas em sua residência, bem como em seu local de trabalho,empreenderam campana, a qual findou com a prisão dele posse de R$ 4.880,00 em espécie, sendo encontradas as drogas tanto em sua casa quanto no posto de combustível em que trabalha.

“Todavia, é cediço que, em sede de revisão criminal, somente as penas – e os respectivos regimes para o seu cumprimento – que se revelem completamente desproporcionais são passíveis de reparos, sendo certo que a presente decisão revidenda assim não se revelou, razão pela qual deve ser mantida na íntegra.”, escreveu Poças.

EthosOnline

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password