Foto de reunião citada por Moro em depoimento mostra câmera filmando o encontro

Ontem, a Advocacia Geral da União pediu ao ministro Celso de Mello, relator do caso no STF, que reveja a decisão de determinar ao governo a entrega do vídeo sobre essa reunião citada por Moro. O prazo para a entrega da gravação termina nesta sexta-feira (8).

O Palácio do Planalto não confirma nem nega a existência da gravação de uma reunião citada pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro em seu depoimento. Também não diz quem do governo detém o vídeo. Uma foto divulgada pelo próprio Palácio, porém, mostra que o encontro do presidente com ministros, entre eles Sergio Moro, contava com um cinegrafista que filmava a reunião. A imagem também mostra microfones na mesa no dia do evento.

A gravação, que Moro não detém, é uma das provas apresentadas pelo ex-ministro no inquérito que apura interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Em depoimento revelado pelo “GLOBO”, Moro relatou que o presidente ameaçou demiti-lo nesta reunião do conselho de ministros.

O ex-ministro relatou que Bolsonaro declarou no encontro que, se Moro não concordasse com a substituição do Superintendente da Polícia Federal no Rio, trocaria o diretor-geral do órgão e o próprio ministro da Justiça. Moro contou que a agenda aconteceu dia 22 de abril e que foi gravada em vídeo pela própria Presidência da República, como indica a foto.

Ontem, a Advocacia Geral da União (AGU) pediu ao ministro Celso de Mello, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), que reveja a decisão de determinar ao governo a entrega do vídeo sobre essa reunião citada por Moro. O prazo para a entrega da gravação termina na sexta-feira (8).

Procurada, a Secretaria Especial de Comunicação ainda não respondeu os questionamentos da reportagem sobre a existência da gravação.

FONTE: Informações | oglobo.globo.com

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password