Flagrantes por tráfico quase dobram em fevereiro

No mês passado, foram 11 ocorrências registradas em Votuporanga; nos dois primeiros meses de 2014, 48 pessoas foram presas

Os primeiros meses de 2014 mantiveram uma média que foi frequente durante todo o ano passado: o alto número de flagrantes por tráfico de drogas em Votuporanga. Nesse ano, o mês de fevereiro, apesar de ser mais curto, apresentou quase que o dobro de flagrantes do que o mês anterior. Vale lembrar que 2013 bateu recorde de apreensões e prisões, sendo registrados 150 ocorrências contra 97 de 2012.

Os dados foram divulgados na última semana pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Na página “produtividade policial”, que contabiliza as ações positivas da Polícia Civil e da Polícia Militar, foram registrados 11 tráficos de drogas, contra seis no mês anterior. Os mesmo dados revelam que nos dois primeiros meses, 48 pessoas foram presas em flagrante no município.
E esses números devem engrossar mais, já que ainda não consideram ocorrências do mês de março. Na última semana por exemplo, em uma ação da Dise, um homem beneficiado com “saidinha temporária” de Páscoa, foi preso com cerca de 3,5kg de maconha. Em outro flagrante, as equipes de Força Tática e Rocam da Polícia Militar detiveram dois rapazes, sendo um menor de idade, com mais de 200 porções de maconha e revólveres, no bairro Palmeiras I.
Em entrevista recente, o delegado titular da Dise, Antônio Marques do Nascimento, afirmou que acredita que Votuporanga está, no que ele chama, de “rota do Tráfico”. “Todas as apreensões demonstra que Votuporanga está na rota do Tráfico. Isso porque nas rodovias que passam nas imediações, como por exemplo, a de Floreal (Feliciano Sales Cunha), dois meses atrás foram apreendidos 500 quilos de maconha. Há 20 dias, mais 40 quilos de maconha. E na maioria dos casos na zona urbana tem envolvimento de adolescentes, que estão sendo envolvidos no tráfico para garantir a impunidade do traficante maior”, afirmou.
Ainda segundo os dados da SSP, 19 casos de porte de entorpecente foram registrados nos dois primeiros meses de 2014. 

Região
Também foram divulgados números de outras modalidades criminosas nas cidades da região de São José do Rio Preto. Os casos de homicídios dolosos caíram em 60% no mês de fevereiro deste ano, se comparado ao mesmo mês de 2013. Foram seis casos a menos neste ano, quando foram registrados 4 mortes intencionais. É a menor quantidade de casos, para o mês, desde 2001, igualando-se a fevereiro de 2012. 
Os casos de latrocínios ficaram zerados no mês, assim como em fevereiro de 2013. Os furtos recuaram 8,8% no segundo mês desse ano, com 133 casos a menos do que no mesmo mês do ano anterior. Foram 1.508 contra 1.375 casos, o que representa o menor número de ocorrências dessa natureza desde 2001 – quando 1.113 furtos foram registrados.
Nos dois primeiros meses do ano, os furtos passaram de 3.150, em 2012, para 2.971 – queda de 5,68%. Também é o menor patamar desde 2001, quando houve 2.417 casos. Também houve queda no indicador de roubos. Foram 189 casos em fevereiro deste ano, contra 196 do segundo mês de 2012. A redução de sete casos representa queda de 3,57%. No acumulado do bimestre, o recuo foi mais acentuado – redução de 7,71%. Foram 30 roubos a menos, com 359 ocorrências registradas nos dois primeiros meses deste ano. Este é o menor número para o período desde 2008, quando ocorreram 321 casos. Na mesma comparação, os roubos de carga permaneceram estáveis. Tanto no primeiro bimestre deste ano, como no anterior, foi registrada uma ocorrência. Jociano Garofolo/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password