Fisioterapeuta de Rio Preto perde trem e escapa de atentado na Bélgica

Os atentados terroristas em Bruxelas pegaram de surpresa brasileiros que estavam na Bélgica. Um deles é a fisioterapeuta rio-pretense Neuseli Marino Lamari, que estava a caminho do metrô de Maelbeek, para participar de um reunião na Universidade de Bruxelas, na manhã desta terça-feira, dia 22, quando ocorreu o atentado.

Neuseli perdeu por pouco o trem que sofreu o atentado minutos mais tarde. Ela diz que foi um alívio, mas que ficou assustada por estar no meio de toda a confusão. “Nunca passei por um momento tão tenso. Todos em volta de mim estavam assim. Só ficamos sabendo que era um homem bomba, mas ninguém ter certeza da sua origem e qual o motivo do atentado”, comenta a fisioterapeuta.

De acordo com a pesquisadora, as autoridades em Bruxelas aconselham as pessoas a retornarem aos seus países de origem, até que situação seja normalizada.

Neuseli está no país para participar do Congresso Mundial de Hipermobilidade, realizado de 16 a 19 de março. Ela represa o Brasil como especialista no assunto. A fisioterapeuta permanece na Bélgica ate dia 24, participando de reuniões e, em breve, deve anunciar novidades sobre a síndrome de Ehlers-Danlos (SED), mal que afeta a vida de 40% da população.

De acordo com autoridades belgas, pelo menos 26 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em explosões no aeroporto e no metrô de Bruxelas, na Bélgica, na manhã desta terça-feira, de acordo com a imprensa belga.

Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password