Fim dos tempos: filho mata a própria mãe a facadas

Mais uma tragédia marca Votuporanga. O filho matou a própria mãe a facadas nesta tarde, na rua Jardim Botânico, em Votuporanga. A reportagem do Votunews esteve no local da tragédia e colheu informações com testemunhas e com o próprio acusado do crime

A costureira Maria Aparecida Amâncio Teixeira, conhecida como Dona Cida, de 65 anos, foi brutalmente morta pelo próprio filho, P.C.T., de 43 anos, que residia na própria casa com a mãe.

Consta que, por volta das 14h15 deste sábado, uma discussão acalorada entre filho e mãe culminou com a tragédia que abalou á família. O crime aconteceu dentro da residência da família, na rua Jardim Botânico, no prolongamento da rua Ibrahim Haddad, próximo a avenida Pansani, bairro Bela Vista.

O filho alcoólatra brigou com a mãe e no auge da discussão pegou uma faca de caçador com lâmina de 30 centímetros e atacou a sua mãe.

Pelo menos três facadas atingiram o corpo da costureira que ainda gravemente ferida, ainda pediu socorro a sua vizinha. Após cometer o crime, o filho permaneceu dentro de sua casa, sendo preso em flagrante pela Polícia Militar de Votuporanga.

Dentro da residência, na calçada e ainda na casa vizinha ao crime, poças de sangue marcaram essa tragédia. O acusado foi imediatamente conduzido ao Plantão Policial, onde será autuado em flagrante por homicídio pela delegada de plantão Karina Tirapelli.

No Plantão Policial, a vizinha de Dona Cida, testemunha do crime, C.R.B, disse à reportagem que o filho chega constantemente embriagado em sua casa, discutindo com frequencia com sua mãe e demais familiares.

Nesta tarde, a vizinha escutou uma ríspida discussão entre mãe e filho, foi quando Dona Cida apareceu no corredor de sua casa gritando por socorro, bastante ensanguentada.

Imediatamente, a testemunha ligou para o resgate. Socorristas do SAMU foram até o local, mas a costureira não resistiu aos graves ferimentos e caiu morta no corredor da vizinha.

O acusado

Em conversa com a reportagem do Votunews, o acusado, ainda sem saber que sua mãe tinha falecido, disse que desferiu três golpes de faca contra sua mãe, atingindo duas nas costas e uma no peito. O auge da discussão ocorreu na cozinha da casa que ficou totalmente cheia de sangue. Segundo o acusado, sua mãe se apoderou de um cabo de vassoura para se defender do filho, que a atingiu três vezes.

Disse ainda que há vários anos faz uso de bebida alcoólica e medicamentos, e que neste sábado, chegou embriagado mais uma vez, foi quando discutiu com sua mãe, provocando a tragédia.

Para a vizinha que presenciou a cena, “foi muito triste, dona Cida era uma pessoa amada e querida por todos, o seu filho sempre teve problemas por causa da bebida, é uma tragédia sem fim”, disse.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password