Filhote de bugio é resgatado após mãe ser envenenada

Um filhote de bugio com alguns dias de vida foi resgatado em uma mata por policiais ambientais, depois que a mãe dele foi possivelmente morta por envenenamento, em uma área de ranchos de Cardoso.

Ao lado do corpo do animal foram encontrados resto de comida e um frasco de veneno. A suspeita que a própria população local tenha praticado o crime ambiental por medo da febre amarela.

A ação aconteceu na última sexta (dia 3), mas o resgate foi feito apenas nesta segunda-feira (6). O filhote, que estava ainda agarrado ao corpo da mãe morta, foi levado até uma clínica veterinária, onde passou por exames e foi encaminhado a um hospital veterinário de Rio Preto.

Segundos dados da Secretaria de Saúde do Estado, de janeiro de 2016 à primeira quinzena de fevereiro deste ano, 228 macacos foram encontrados mortos ou doentes no interior do Estado. Desses, 32 tiveram febre amarela, mas a grande maioria foi morta por outras causas, incluindo envenenamento e agressões por pessoas ou caçadores.

É importante lembrar a população que o macaco não é o transmissor da Febre Amarela e sim, apenas mais uma vítima. A transmissão da doença se dá pela picada de mosquitos. O melhor método de prevenção é a vacina, que estão sendo aplicadas em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da região.

Amostras do macaco morto foram colhidas para exames que poderão apontar as causas da morte.

Região Noroeste

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password