Filho de ex-vereador é condenado a 27 anos de prisão

Tiago Caldeira Mateus, filho do suplente de vereador Daniel Caldeira, foi condenado a 27 anos e seis meses de prisão na noite de quinta-feira (dia 10) por matar Anelise dos Santos Galisteu, com um tiro na cabeça. Ele foi indiciado por homicídio duplamente qualificado e porte ilegal de arma de fogo. O crime aconteceu no dia 18 de junho 2013. Os advogados de Tiago devem recorrer da decisão.

Durante todo julgamento, Tiago permaneceu de cabeça baixa e deixou de responder algumas perguntas feitas pela juíza Gláucia Véspoli dos Santos Ramos de Oliveira. Parentes e amigos da vítima acompanharam todo julgamento. Todos vestiam camisetas brancas com a estampa do rosto de Anelise.

Depois de oito horas de julgamento a sentença foi lida e os advogados de defesa de Tiago afirmaram que entraram com recurso da decisão no Tribunal de Justiça de São Paulo na tentativa de reduzir a pena.

O crime

No dia do homicídio, Tiago Caldeira estava na casa de Anelise dos Santos Galisteu. Na hora do crime mulher, segurava no colo o filho do casal, de apenas quatro meses. Assim que a mãe foi baleada na cabeça o bebê caiu no chão e sofreu ferimentos leves.

Ao ser detido, em sua defesa Tiago apresentou três versões diferentes para os policiais que atenderam a ocorrência no dia do crime. Em todas, segundo ele, a arma teria disparado acidentalmente.

Desde o dia do assassinato de Anelise, Tiago permanece detido no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto.

Créditos da matéria: Gazeta de Rio Preto

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password