Filho confessa assassinato da mãe e motivo seria o dinheiro

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Votuporanga acredita ter esclarecido o homicídio da lavradora M.R.L., de 42 anos, que foi achada mortalmente ferida na propriedade rural que morava, no bairro rural do Cruzeiro, na “Sexta-feira Santa”. O autor das agressões que levaram a mulher à morte, segundo as investigações, foi o próprio filho da vítima, A.L.D., de 18 anos. O motivo seria dinheiro.

A.L.D. foi preso na manhã de ontem e confessou o crime à polícia. Segundo o delegado responsável pelo caso, João Donizete Rossini, os depoimentos levantados durante a semana, com familiares e pessoas que conheciam a rotina da casa onde ele morava com a mãe, apontavam o jovem como o suspeito de ser o autor do crime.

Diante destas informações apuradas pela DIG, o delegado Rossini pediu pela prisão temporária do rapaz, que foi concedida por um juiz, e cumprida por policiais civis na manhã de ontem. O jovem foi localizado em uma clínica de reabilitação. Na delegacia, A.L.D. admitiu que agrediu a mãe, justificando que foi ferido primeiro. O motivo da briga seria o fato dela ter negado dar dinheiro a ele, que é dependente químico.

Após dar sua versão sobre o caso, o suspeito foi conduzido até a Cadeia Pública local, onde deve permanecer até a conclusão das investigações. Ainda segundo o delegado, apesar do crime estar praticamente esclarecido, o inquérito policial ainda não foi concluído.

Na porta da cadeia, alguns familiares acompanharam a chegada de A.L.D. e mostraram revolta com o crime bárbaro. “Você matou nossa mãe?!”, gritava a irmã do suspeito, que apenas acenou com a cabeça.

Crime misterioso

A lavradora morreu de forma misteriosa na noite da última sexta-feira, após ser encontrada ferida na estância onde morava próximo ao bairro rural do Cruzeiro. A vítima foi socorrida ao Pronto Socorro da Santa Casa de Votuporanga pela irmã, com ferimentos na cabeça e no tórax, mas não resistiu. O caso foi registrado como homicídio. O filho da vítima estava desaparecido desde o dia do crime. (Jociano Garofolo – A Cidade).

LEG: A.L.D. foi preso na manhã de ontem pela DIG e confessou o crime à polícia; motivo seria o dinheiro

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password