Festa do Milho de Jaci é adiada após recomendações para evitar aglomerações de pessoas

Ainda não há uma nova data para o evento ser realizado. Aulas e outros eventos também foram suspensos; confira.

A 31ª edição da Festa do Milho de Jaci/SP, que seria realizada nos dias 29 de março e 5 de abril, foi adiada. A decisão foi tomada pelos organizadores depois de as autoridades da saúde divulgarem diretrizes para impedir o avanço do novo coronavíruas (Sars-Cov-2).

Na sexta-feira (13), o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), divulgou o cancelamento de eventos com mais de 500 pessoas.

De acordo com a Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, uma nova data será marcada somente quando as determinações sobre aglomerações mudarem.

Todo o dinheiro arrecadado com o evento da entidade é utilizado para a manutenção dos mais de 70 serviços de assistência e saúde que a associação mantém em mais de sete estados no Brasil, no Haiti e em Portugal.

Aulas e eventos suspensos em Rio Preto

A Universidade Paulista Estadual (Unesp) de São José do Rio Preto/SP emitiu um comunicado informando que as aulas presenciais serão suspensas a partir de terça-feira (17).

Segundo a Unesp, a decisão foi tomada pelo Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) após orientações divulgadas pelas autoridades da saúde sobre o controle do Covid-19.

“Excepcionalmente, os cursos das áreas de saúde, tais como medicina e enfermagem, não terão as atividades acadêmicas suspensas, pois contribuirão para a contenção da epidemia”, diz um trecho da nota.

O Centro Paula Souza também emitiu um comunicado informando que as aulas presenciais serão suspensas na Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Rio Preto a partir de segunda-feira (16). A Etec Philadelpho não receberá mais os alunos a partir do dia 23.

“A decisão segue as diretrizes de prevenção e combate ao coronavírus da Secretaria Estadual de Saúde e demais autoridades sanitárias, conforme anunciado pelo governador João Doria”, diz um trecho do comunicado.

O governo de São Paulo e a Prefeitura da capital paulista anunciaram que vão suspender gradualmente as aulas nas escolas estaduais e municipais a partir de segunda-feira (16).

“A partir da próxima segunda feira qualquer aluno que puder não frequente a escola, não frequente, desde que a solução não seja deixar os alunos com seus avós”, disse o secretário municipal da Educação, Bruno Caetano.

A Prefeitura de Rio Preto também decidiu suspender o tradicional corte do bolo e show em comemoração aos 168 anos de fundação da cidade, que estava marcado para as 16h do dia 19 de março.

Outros eventos, como os encontros de qualificação de funcionários da Secretaria da Educação, também estão temporariamente suspensos.

A coordenação do Festival Internacional de Teatro (FIT) informou que dialoga para tomar uma decisão sobre a realização do evento, previsto para os dias 2 a 11 de julho.

“As autoridades públicas precisam assumir suas responsabilidades neste momento. Não há razão para pânico. As medidas adotadas são preventivas, buscando evitar a expansão do vírus entre nós, e seguindo orientação de especialistas”, afirma o prefeito Edinho Araújo.

Casos em Rio Preto

Em Rio Preto, 11 casos suspeitos do novo coronavírus estão sendo investigados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, um deles teve o resultado positivo em exame feito no Hospital de Base, mas ele ainda é contabilizado como suspeito porque falta a contraprova realizada pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo. O resultado deve sair em até 48 horas.

A paciente é uma mulher de 28 anos, que viajou para a Europa e retornou ao Brasil em 10 de março. Ela está em isolamento no imóvel onde mora e o estado de saúde dela é considerado estável.

O município divulgou na tarde de sexta-feira um plano de contingência para evitar a transmissão do Covid-19.

Araçatuba

A Prefeitura de Araçatuba/SP anunciou que, a partir de segunda-feira, as aulas nas escolas da rede municipal serão facultativas. Ou seja, não serão contabilizadas as faltas aos alunos que não frequentarem as aulas.

De acordo com a Secretaria de Educação, essa é uma medida de prevenção ao coronavírus. Outra medida anunciada é que as férias do meio do ano serão antecipadas para o dia 23 de março.

Ainda não há uma previsão de quando as aulas devem voltar. Para quem não tiver onde deixar os filhos, a prefeitura disse que, durante esse período, as creches estarão abertas.

Casos em Araçatuba

A Prefeitura de Araçatuba informou, na tarde de sexta-feira, que foram recolhidos materiais para exame de dois pacientes do município que apresentaram sintomas de gripe.

De acordo com o Executivo, foram coletadas amostras da mucosa nasal e bucal de uma criança de três anos que voltou de Nova Iorque e foi atendida em um hospital particular.

A outra paciente é uma mulher de 38 anos que foi atendida na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Iporã. Ela teve contato com uma pessoa que esteve na Itália em fevereiro deste ano.

A criança apresentou sintomas no último dia 11 e a mulher no dia 1º de março. Ambas estão em casa, em isolamento domiciliar e social.

O material recolhido foi enviado para o Instituto Adolfo Lutz de São Paulo. A média de publicação do resultado é de cinco dias.

Ainda segundo a Prefeitura de Araçatuba, será feito um exame de painel respiratório, que tentará identificar a presença de vírus que já circularam pela cidade, como o H3N2, o H1N1 e o Influenza B. Se por acaso os resultados forem negativos, será feito o teste para coronavírus.

Casos no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou na sexta-feira um novo balanço dos casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil: são 98. Além disso, o balanço tem os seguintes destaques:

  • 98 casos confirmados, eram 77 na quinta-feira (12);
  • 1.485 suspeitos;
  • 1.344 casos descartados.

O Ministério da Saúde informou ainda que há casos de transmissão comunitária nas cidades de São Paulo (capital) e do Rio de Janeiro (capital). De acordo com a pasta, os casos de transmissão comunitária são aqueles em que não é possível identificar a trajetória de infecção do vírus.

Até então, o governo federal só tinha registro de casos de transmissão local, que é aquele que ocorre quando pessoas que viajaram ao exterior e foram infectadas passam o vírus para parentes e contatos próximos, possibilitando que os agentes localizem a origem da infecção.

O secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, disse que hoje no Brasil há 15 casos de transmissão local (14 em SP e um na Bahia) e quatro casos de transmissão comunitária (dois no Rio e dois em SP).

Ainda de acordo com o ministério, a maioria dos pacientes (49%) tem menos de 40 anos, outros 15% estão com mais de 60 anos e, portanto, fazem parte do grupo de risco. Ao todo, 12 pacientes estão hospitalizados.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password