Fernandópolis contará com Bombeiros do projeto Atividade Delegada a partir de 1º de fevereiro

O prefeito fernandopolense André Pessuto e deputado estadual Itamar Borges estiveram na sede do Corpo de Bombeiros, ontem, onde comemoraram o convênio.

Na manhã de ontem (22), o prefeito André Pessuto esteve na sede do Corpo de Bombeiros de Fernandópolis/SP, junto com o deputado estadual Itamar Borges para conversar com os militares sobre o assunto. No local, foram recepcionados pelo novo comandante do 3° Subgrupamento do Corpo de Bombeiros, Capitão Fernando Mançano, que é natural de Mirassol/SP e vem da capital do Estado, onde fazia parte da assessoria jurídica da Polícia Militar de São Paulo. Também acompanhou a visita o tenente Thiago Boina Marin, comandante do posto de Bombeiros no município.

“- Este convênio é muito positivo, a população ganha um atendimento ainda melhor, o profissional bombeiro é valorizado ao conseguir melhorar seus rendimentos de forma regularizada e o SAMU passa a contar com mais profissionais capacitados”, disse o deputado Itamar Borges.

O tenente Thiago Marin explicou que em todo estado de São Paulo há Atividade Delegada com o Corpo de Bombeiros em apenas sete ou oito municípios. “- É muito bom ver que Fernandópolis faz parte deste grupo que oferece este benefício para a população”, disse.

André Pessuto agradeceu ao deputado Itamar Borges pelo apoio para que o convênio entre Administração Municipal e Corpo de Bombeiros fosse efetivado. “- Ficamos um ano tentando concluir o convênio, mas depois que pedimos ajuda ao Itamar não demorou dois meses para dar tudo certo”.

“- Ficamos muito honrados com a visita do prefeito e o deputado aqui no nosso posto e estamos gratos com o início deste trabalho em parceria com o SAMU”, falou o Capitão Fernando Mançano.

Os Bombeiros atuarão pela Atividade Delegada em seus dias de folgas como motoristas/socorristas junto à equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), assim como ocorre em Votuporanga/SP. Serão dois militares em cada turno de 12 horas/dia. Eles vão trabalhar fardados, com uso de acessórios que utilizam em suas funções diárias; porém, quem vai pagar pelo serviço será a Prefeitura, através do convênio.

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mimPerdeu sua senha?

    Lost Password