Fernandopolense recebe indenização por suposta falta de saldo em aparelho celular

O Juizado Especial Cível de Fernandópolis condenou a Vivo Telefônica Brasil S.A a pagar indenização de R$ 1,5 mil por danos morais por ter impedido um cliente de efetuar ligações a outras operadoras de telefonia móvel, por suposta insuficiência de saldo em seu aparelho pré-pago.

A ré alegou inexistência de saldo, porém nada comprovou, só restando concluir pela veracidade do que se afirmou o cliente. Os documentos mostraram recargas feitas pelo autor, anteriores ao início das falhas na prestação dos serviços pela empresa, segundo a sentença.

“Ademais, através do áudio anexado, não impugnado, obteve a confirmação, através da atendente da ré,da existência do saldo de R$10,00 no aparelho pré-pago do autor. Os danos são claros, já que é induvidoso que a interrupção indevida do serviço de telefonia móvel celular gera dano moral, seja pela essencialidade do serviço nos dias atuais, seja pelo notório constrangimento que acarreta. Isto tudo sem se falar, é claro, na verdadeira peregrinação do autor para uma solução do problema, o que também reforça a conclusão de que houve dano moral na hipótese em exame”, esclareceu a sentença. (regiaonoroeste)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password