Família é mantida refém por uma hora durante assalto

Uma família foi mantida refém por cerca de uma hora, durante um assalto na noite da quarta-feira, dia 9, em uma casa no Jardim Alto Rio Preto. Os ladrões fugiram em dois carros, um deles da família, carregados de pertences roubados.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima A.V.T, 69 anos, abriu o portão de casa, por volta das 21h15, para sair com o cachorro de estimação e foi abordada por dois homens armados. Além dela, o marido de 77 anos e um neto de 18 anos também estavam na casa.

“Todo dia saio para levar o lixo e levo meu cachorro comigo. Quando eu abri o portão, eles (os bandidos) se aproximaram e pediram informação de uma rua. Eu disse que não sabia e eles já vieram para cima de mim, com a arma. Eu poderia ter fechado o portão correndo, mas o cachorro ia ficar para fora, na rua. Eles ameaçaram matar até o cachorro”, conta a vítima.

O neto da vítima registrou no BO que faz parte da rotina da família o portão ser aberto para a saída do cachorro, todos os dias, por volta das 21h.

Os bandidos amarraram as vítimas com faixas de gaze (para curativo). Um deles ficou com os reféns, que estavam trancados na área de serviço e em um banheiro. O outro assaltante recolhia os objetos da casa.

“Quando nos amarraram, disseram para gente ficar bem quieto. Não se mexer, nem tentar falar com ninguém, se não ia ser pior. Ficamos assim mais ou menos uma hora. Eu pedi tanto socorro. Eu pedindo socorro, gritando e nenhum  vizinho nem colocou a cara para fora. Amarraram minhas mãos e meus pés. O meu neto foi amarrado de barriga pra baixo, com as mãos nas costas. Tamparam a boca dele também”, contou a mulher.

Durante o assalto, um dos bandidos manteve contato com uma pessoa pelo telefone, aparentemente uma mulher, que iria até o local para ajudar a carregar os pertences da família.

“Me levaram tudo, tudo que você imaginar. Todas as televisões, eletrodomésticos, tudo.  Queriam sequestrar meu neto. Tem um cofre aqui na casa, é bem antigo. Eles achavam que a gente tinha muito dinheiro, falaram que se não abrisse o cofre iam sequestrar ele. Eu consegui abrir o cofre com muito custo. Tinha algumas joias minhas, e dinheiro. Levaram tudo. Meu  marido tinha acabado de receber, levaram todo o dinheiro”, lamenta.

A vítima disse ainda que é moradora do bairro há 27 anos e está muito assustada com a situação. Ela afirma que pretende vender a casa e se mudar para um apartamento. “Eu nunca tinha passado por isso, nem nada parecido. Eu tenho uma vizinha aqui que já foi assaltada umas 3 vezes assim, seguidas. A gente coloca cerca elétrica, os vizinhos tem câmeras, nada resolve. Eu estou traumatizada, muito assustada. Meu neto também está traumatizado”.

Entre os objetos roubados estão um notebook, um processador, um liquidificador, uma fritadeira, duas televisões, perfumes, joias, jogos de talheres, além de R$ 1,2 mil. Os criminosos levaram também três aparelhos celulares e, durante a ação, quebraram todos os telefones fixos da residência. O carro da família foi encontrado, por volta das 5 da manhã, em uma rodovia, próximo a Mirassol.  A vítima disse que não sabe ao certo tudo o que foi roubado.

“Eles foram embora e nos deixaram  amarrados. Eu me desamarrei aos poucos, meu marido se soltou também e veio me ajudar. Meu neto, coitado, amarraram as mãos dele tão forte que estavam ficando roxas”, disse a vítima.

O caso foi registrado como roubo e será investigado pelo 2º Distrito Policial. Até o momento, não há pista dos suspeitos.

Colaborou Laura Karan  – diarioweb.com.br 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password