Família divulga a volta do empresário rio-pretense

O caso do desaparecimento do empresário rio-pretense Demival Vasques Filho, de 29 anos, termina exatamente como começou: com um recado nas redes sociais.

Na manhã desta segunda-feira, dia 16 de julho, a irmã de Demi, Débora Vasques, publicou em sua página pessoal do Facebook um aviso sobre a volta do irmão. No dia 30 de junho, Débora havia publicado um aviso sobre o desaparecimento do irmão.

Foram quase 15 dias de mistério. Em Rio Preto, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto investigava o caso desde o dia 2 de julho (Leia texto abaixo sobre o Caso Demi).

Confira a publicação feita pela irmã de Demival em sua página do Facebook

Bom dia! Essa semana começa muito melhor que todas as outras. O meu irmão voltou. Está em casa e estamos cuidando dele. Ele está com um quadro de amnésia e está fazendo vários exames para que possamos saber a causa e ser tratado. Não tenho como agradecer todo o carinho que eu e minha família recebemos nesses dias. Acredito que se não fosse a internet e tanta corrente de oração não teríamos encontrado ele, ou melhor, ele não teria nos encontrado, porque pela internet ele viu que a família o estava procurando!!! Muito muito muito obrigada a todos!!!!! Tenho uma dívida enorme de gratidão!!!! E boa semana!!!!!!!!! =)

Entenda o caso Demi 

O desaparecimento de Demival Vasques Filho, conhecido como Demi, ganhou repercussão nacional após a irmã do empresário começar campanha no Facebook, no dia 30 de junho, um sábado. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto iniciou a investigação do caso no dia 2 de julho, uma segunda-feira.

O empresário estava com seu Golf prata e, na noite do dia 29 de junho, havia participado de um churrasco para comemorar seu aniversário com amigos, numa casa no bairro Mançour Daud. Lá, ele teria permanecido até às 2h do dia seguinte. Demi foi visto pela última vez no sábado, dia 30 de junho, por volta das 11 horas, por uma conhecida, no bairro Boa Vista, e teria dito que iria almoçar com a família.

Um dia antes de seu desaparecimento, Demi sacou R$ 6 mil em uma agência bancária e, inicialmente, a polícia suspeitou que ele poderia ter a intenção de visitar um amigo que está na Argentina. A policia chegou a entrar em contato com este amigo, mas, segundo ele, o empresário não apareceu por lá.

O Golf prata de Demi foi filmado cruzando a fronteira entre o Brasil e o Paraguai às 9h10 do dia 1° de julho, um domingo. O veículo aparece nas imagens das câmeras de segurança da Ponte da Amizade. A polícia apurou que em Foz do Iguaçu-PR, ele se hospedou em um albergue no último domingo e ficou até o meio-dia de terça-feira, o rapaz chegou a comprar roupas no Paraguai. A ficha de hospedagem foi mandada para a DIG de Rio Preto e a família confirmou que a assinatura era de Demi.

O médico Demival Vasques, pai do empresário, deu uma entrevista coletiva no dia 5 de julho, e disse que o filho pode não ter “aguentado a pressão”. Também não descartou a possibilidade de o filho estar com algum problema psicológico. “Ele é um menino muito inteligente, se cobra muito. Às vezes é alguma coisa que ele fez e não gostou, está querendo mudar de vida, ou pensou em dar um tempo, porque é cheio de atividades.” (diarioweb.com.br)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password