Família busca doador de médula na região

O votuporanguense Paulo Cezar de Souza, de 51 anos, está precisando urgentemente de um doador de medula óssea que seja compatível. Apesar de viver em São Paulo há mais de trinta anos, os amigos e familiares que moram em Votuporanga resolveram se unir e realizar uma campanha em busca de doadores.

Em junho, ele foi diagnosticado com síndrome mielodisplásica, que é a produção insuficiente de células sanguíneas sadias. Como se encontrava em estágio avançado, a doença se agravou e virou uma leucemia. Agora a única chance de cura é ele conseguir o transplante de medula óssea.

Para isso, a família precisa encontrar um doador que seja compatível com o paciente. A compatibilidade entre as medulas de doador e receptor precisa ser de cem por cento.

O cadastramento está sendo realizado nos hemocentros de Fernandópolis e Rio Preto. Para se cadastrar para doação de medula é preciso ter entre 18 e 54 anos, e ir até o hemocentro com um documento com foto.

Caroline Sorechio
caroline.sorechio@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password