Falta de provas dificulta identificação de autor de disparos contra médico de Fernandópolis

A falta de provas está dificultando a identificação do autor dos disparos que atingiu o médico fernandopolense, Orlando Cândido Rosa, fato ocorrido no início da noite do dia 16 de junho de 2013 na garagem da casa dele, em um bairro de classe média/alta em Fernandópolis.

Segundo boletim de ocorrência, Orlando Rosa estava saindo para fechar o portão quando um rapaz, usando capacete, o chamou pelo nome
e ao responder foi atingido por um disparo de revólver calibre 22. O bandido efetuou outro disparo que atingiu uma parede interna da casa.

O médico conseguiu voltar até a sala quando familiares correram para ver o que havia acontecido. Ele foi atendido por uma unidade do Samu, sendo encaminhado ao Pronto Socorro da Santa Casa consciente e posteriormente foi levado ao centro cirúrgico para a retirada da bala.

A Polícia abriu inquérito para apurar o caso, mas a falta de provas e o fato de nenhum vizinho ter visto a movimentação e a tentativa de homicídio, está dificultando a identificação e localização dos culpados.

Segundo o delegado Gerson Piva, da Delegacia de Investigações Gerais de Fernandópolis – DIG -, a polícia está fazendo de tudo para encontrar o autor, mas pediu para que a população ajude, por meio de denúncia anônima. “Estamos empenhados no caso, com o inquérito aberto. Seria de fundamental importância que a população nos ajudasse com informações para que possamos concluir o caso”, disse Piva.

Quem tiver algo que possa a ajudar no caso, basta ligar para o telefone: (17) 3462-1133.  Da Redação

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password