Exposição produzida por votuporanguense sobre Estrada Boiadeira será patrocinada pelo Estado

Mostra terá itinerância em oito cidades da região: Mirassol, Rubinéia, Ouroeste, Tanabi, Monte Aprazível, Zacarias, Sales e Votuporanga

 

No próximo dia 17 de março começará uma maratona de exposição fotográfica itinerante produzida pelo votuporanguense Evandro Junior Ferreira da Silva, do projeto intitulado “Pelos Caminhos da Estrada Boiadeira”. A exposição é patrocinada pelo SISEM – Sistema Estadual de Museus, ligado a Secretaria de Estado da Cultura, por meio da ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari).

 

O projeto enviado a UPPM – Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico foi aprovado no início deste ano. O conteúdo da exposição conta com imagens de cidades e vilarejos que estão às margens da centenária estrada partindo da margem do Rio Paraná, onde está Rubinéia, até as ruínas da estação férrea Ecatu/Tanabi.

 

Cultura & História

A proposta da exposição será evidenciar o patrimônio cultural material e imaterial existente no velho caminho que miscigenou costumes e tradições vivenciadas pela população interiorana paulista. “As pessoas passarão a conhecer a importância cultural da Boiadeira, entendendo seu processode forma visual”, ressaltou Evandro.

 

Outro objetivo da exposição é reforçar o grande potencial paisagístico para oficialização de um roteiro turístico. Evandro relata que desde 2011 um projeto de tombamento dos vestígios históricos do antigo caminho tramita no Condephaat Estadual (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico). “Se isso acontecer, passaremos a ter uma rota turística assim como a Estrada Real, caminho do Sol e da Fé, sendo possível a elaboração de projetos para aquisição de recursos para essa finalidade”.

 

A mostra terá itinerância nas cidades de Mirassol, Rubinéia, Ouroeste, Tanabi, Monte Aprazível, Zacarias, Sales e Votuporanga. Dos 22 painéis, dois apresentam imagens referentes aos vilarejos Vila Carvalho e Bairro Cruzeiro, além do Cemitério da Prata pertencentes ao trecho de Votuporanga.

 

São imagens que pela primeira vez ganham reconhecimento do Estado e integram uma exposição que irá mostrar os costumes e tradições representados na arquitetura, fauna e flora típica e nas relações do indivíduo com o meio rural. Após a conclusão do projeto a exposição passará a integrar o acervo do SISEM podendo ser solicitada por outras instituições culturais do estado.

 

Silva reforça a oportunidade de mostrar elementos tipicamente interioranos de vilas e cidades que estão fortemente ligados com a formação da nossa identidade cultural. A produção conta com trabalho gráfico de Cibeli Moretti e revisão de texto de Bruno Latorre, com colaboração do escritor Genésio Mendes Seixas.

 

Em março de 2013 Evandro apresentou para a comunidadeo filme Velha Vereda do Sertão que conta a história da referida estrada a partir da passagem da Comitiva Fé e Tradição, revelando lugares nunca antes visitados na região.

 

Evandro desde 2003 trabalha na produção de documentários, inventários e pesquisa na área de patrimônio cultural relacionando e evidenciando as manifestações da cultura tradicional paulista de Votuporanga e região, e, desde 2005 é o responsável pelo Setor de Museus e Patrimônios Históricos de Votuporanga.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password