Ex-presidente da Unimed será julgado por tentativa de homicídio

Dentro dos próximos cinco meses, deverá ser marcado pela Justiça de Fernandópolis, o júri popular que julgará, por tentativa de homicídio, o médico e ex-presidente da Unimed, Jarbas Alves Teixeira.

Além dele, também estarão no banco dos réus a esposa de Jarbas, Sueli Longo,, o motorista e segurança Ronaldo Mota, e Rodrigo Sampaio, acusado de ser o autor dos disparos contra o médico Orlando Cândido Rosa, em fato ocorrido em junho de 2013.

O CASO 

O médico Orlando Cândido Rosa foi baleado no dia 12 de junho de 2013, quando fechava o portão da residência em um bairro de classe média/alta em Fernandópolis.

Usando capacete, um dos indivíduos o chamou pelo nome e ao responder foi atingido por um disparo de revólver calibre 22. O bandido efetuou outro disparo que atingiu uma parede interna da casa.

O médico conseguiu volta até a sala quando familiares correram para ver o que havia acontecido.

Ele foi atendido por uma unidade do Samu, sendo encaminhado ao Pronto Socorro da Santa Casa consciente e posteriormente foi levado ao centro cirúrgico para a retirada da bala. Região Noroeste

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password