Estudante encontrado morto inalava gás de buzina há três meses

FERNANDÓPOLIS – O corpo do estudante de medicina de Fernandópolis Luciano André Zaparoli, 33 anos foi enterrado no final da tarde de hoje no cemitério Jardim da Paz, em São José do Rio Preto.

Parentes que compareceram ao velório para se despedir do rapaz, que era conhecido popularmente como “Sumô”, contaram à Polícia que ele já vinha inalando o gás de buzina há três meses.

Ele foi encontrado caído em seu quarto, após inalar a substância.Uma viatura do Samu ainda compareceu ao local, mas o estudante já estava morto.A Polícia encontrou 16 latas de gás de buzina dentro do cômodo.

Luciano era filho do ex provedor da Santa Casa de Fernandópolis, António José Zaparoli o Tom Zé (in memmorian) e que comandou a irmandade por mais de 20 anos. Fonte próximas a Luciano revelaram que o jovem passava por diversos problemas de ordem psicológica após a perda do pai, com o qual era extremamente ligado.

É a segunda vez que uma pessoa morre em Fernandópolis pelo mesmo motivo. Em 2009 uma jovem de 20 anos, também estudante de medicina morreu depois de inalar gás de buzina durante uma festa numa chácara. Região Noroeste

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password