Estudante de medicina é encontrado morto dentro de casa

A Polícia Civil de Fernandópolis investiga a morte do estudante de medicina André Luciano Zaparoli, 33 anos, encontrado morto em casa na tarde de quarta-feira, dia 3.

Segundo informações da Polícia Civil, investigadores encontraram, no quarto dele, diversos frascos de “buzina de pressão à base de gás propano/butano, envasado em tubo de aerossol”. Em janeiro, uma adolescente de Rio Preto ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por inalar o gás expelido pelo produto.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, André foi encontrado por um amigo da família, em um escritório nos fundos da casa onde morava. O estudante estava desacordado e a testemunha acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e tentou fazer nele uma massagem cardíaca, na tentativa de reanimá-lo. No entanto, quando o socorro médico chegou, Luciano já estava sem vida.

As polícias Civil e Militar foram acionadas e compareceram ao local. De acordo com o registro policial, o delegado e um investigador revistaram a casa e encontraram, no quarto do rapaz, caixas com latas de buzina, geralmente usadas para fazer barulho em festas. Segundo relato de testemunhas à polícia, André teria passado o dia inalando o gás presente nas buzinas.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exames necroscópicos que devem apontar a causa da morte do estudante de medicina. O caso será investigado pelo 1º Distrito Policial de Fernandópolis.

André era filho de António José Zaparoli, ex-provedor da Santa Casa de Fernandópolis, que morreu em janeiro de 2013 por problemas de saúde. O velório está previsto para as 17h desta quinta-feira, dia 4, no cemitério Jardim da Paz, em Rio Preto.

Gabriel Vital – diarioweb.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password