Estiagem pode ter causado a morte de peixes em Cardoso

 

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) não descarta a possibilidade da estiagem ter contribuído para a morte dos peixes em uma represa em Cardoso (SP) nesta quinta-feira (13). A margem da represa já baixou mais de 100 metros.

Milhares de peixes foram encontrados mortos em uma represa na cidade. “A baixa vazão do reservatório naquele local contribui bastante para a queda da qualidade da água e da queda do oxigênio no manancial”, afirma Alcides Arroyo, gerente da Cetesb.

Os funcionários da prefeitura trabalham para retirar os peixes às margens da represa de Água Vermelha. Além dos milhares de filhotes de várias espécies, camarões também apareceram mortos.

Essa é a segunda vez em menos de um mês que isso acontece na mesma represa. As análises da Cetesb indicaram baixa oxigenação da água, mas não apontaram o que teria provocado o problema.

Em Buritama (SP), a situação é parecida. A morte de quase 100 toneladas de tilápias ainda é um mistério. Até agora as análises que foram feitas não apontaram nenhum tipo de contaminação. A Cetesb aguarda o laudo das análises do lodo que fica acumulado no fundo do leito do rio. A polícia ambiental também acompanha o caso.

Os técnicos da Cetesb coletaram amostras do solo da represa. O laudo deve sair em 10 dias. Também não está descartada a hipótese de poluição industrial.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password