Estelionato na Câmara de Fernandópolis será investigado pela Polícia Federal

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na última semana a pedido da presidente Creusa Nossa, o funcionário da Câmara, Marcos Alexandre Nossa, contador legislativo, por meio da internet banking, baixou um extrato da conta que a Câmara possui junto à agência da Caixa Econômica Federal de Fernandópolis e constatou que 3 cheques, de números 003, 005 e 010, nos valores de R$ 3.962,00, R$ 4.396,00 e R$ 4.540,00, respectivamente, haviam sido descontados da referida conta.

A Câmara de Vereadores de Fernandópolis havia sido vítima de uma ação de estelionato.

Em contato com a reportagem, em sua sala no Palácio 22 de Maio, Creusa Nossa disse que os cheques foram descontados na “boca do caixa”.

As imagens dos horários que os cheques foram descontados, com a pessoa suspeita diretamente no caixa do banco, já estão sendo analisadas pela Polícia Federal.

Os valores já foram estornados à conta da Câmara. Isso porque as primeiras 40 folhas de cheque desta conta junto à Caixa Econômica não haviam sido utilizadas.

Os cheques descontados misteriosamente estão neste primeiro pacote, ainda sem estarem no formato de cheques-formulário, no tipo de formulário contínuo. Esta conta foi aberta ainda durante a gestão do ex-presidente Dorival Pântano, mas como são emitidos em formulários contínuos, e todos com as devidas cópias digitais permanecendo com a contadoria da Câmara, passou algum tempo para começarem a ser utilizados, e o primeiro cheque do formulário que foi descontado na conta do Legislativo é de número 041.

Outro indício do estelionato recai nas assinaturas que estão nos cheques descontados. São “assinaturas falsas”, assegura a presidente da Câmara.

A Policia Federal investigará o caso. (com informações Jornal Semanário)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password