Estádio do Fefecê é interditado e clássico FERVO é ameaçado

A 6.ª Câmara de Direito Público do TJ/SP, em julgamento de Agravo de Instrumento n.º 0060354-74.2012.8.26.0000 impetrado pelo Ministério Público Estadual, em nome do Promotor de Justiça Dênis Henrique Silva, contra a Prefeitura de Fernandópolis, outorgou parcial efeito ativo para fim de se determinar a interdição total do Estádio de Futebol “Cláudio Rodante – Ninho da Águia”.

A decisão é da relatora Maria Olívia Alves. A reportagem do Semanário confirmou que desde esta terça-feira, dia 10, o processo está nas mãos do Jurídico do Executivo Municipal. A interdição deve ocorrer imediatamente, de acordo com as determinações da Justiça.

Recentemente, após Ação Civil Pública movida pelo MP local, que exigia a execução de obras para garantir segurança em saídas de emergência e acessibilidade para torcedores com necessidades especiais, a 2.ª Vara Cível de Fernandópolis concedeu liminar parcial ao Ministério Público, interditando somente a arquibancada tubular que existe atrás do gol dos fundos do Cláudio Rodante. Como a Prefeitura não realizaou tais obras, agora o TJ interditou totalmente o Estádio Municipal.

Com o início do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a Segundona, do qual o Fernandópolis Futebol Clube participa, programado pela Federação Paulista de Futebol para o próximo mês de maio, o futuro da Águia fica em xeque.

O Fefecê tinha sua estreia marcada para às 10h do dia 6 de maio no Cláudio Rodante, o “Ninho da Águia”, quando aconteceria o Dérbi contra a Votuporanguense. Resta aguardar o posicionamento do Jurídico da Prefeitura e as medidas para este problema que a diretoria do Fefecê tomará nas próximas semanas..

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password