Escolas estaduais começam a receber wi-fi

IE” já conta com internet sem fio e SAB deve ter o benefício em breve; lousas digitais e tablets serão utilizados em sala de aula

O dirigente regional de ensino, José Aparecido Duran Neto, ministrou palestra na noite de quarta-feira no Conseg (Conselho Comunitário de Segurança)/Centro. O encontro aconteceu no auditório da ACV (Associação Comercial de Votuporanga).

Entre os assuntos abordados sobre a educação oferecida pelo Governo do Estado, Neto apresentou um problema que está cada vez mais difícil de ser resolvido pelos professores: o uso de celulares em sala de aula por parte dos alunos. “Fizemos oito reuniões com várias autoridades de escolas, inclusive com a participação de juízes e delegados, e o assunto predominante foi este. Existe a lei que proíbe o uso, mas não há punição”, falou, acrescentando que a única atitude por parte da escola é apreender o aparelho e comunicar os pais, para depois fazer a devolução.

O vereador Douglas Lisboa estava presente na reunião e opinou que celular visa entreter, e não deveria ser utilizado na escola. Outra pessoa da plateia opinou que até nas igrejas existe uso abusivo, quando deveriam se concentrar para orar.

E se os professores alegam dificuldade em ministrar aulas devido ao uso de celular em sala de aula, a tendência é ficar ainda mais sem controle. O dirigente regional de ensino divulgou que escolas da cidade terão wi-fi (internet local sem fio).  A Escola Estadual “Dr. José Manoel Lobo”, o “IE”, já contam com o sistema e a próxima unidade a receber é a SAB (Sarah Arnold Barbosa).

Neto explicou que existe um projeto do Estado de instalar lousas digitais em sala de aula, com acesso à internet. Além disso, professores também trabalharão com tablets, que terão vários programas. “A internet ajudará muito na aprendizagem. A proposta é informar também os pais, por meio de mensagens, com o aviso de que o filho não está em sala de aula”, falou. Para que os alunos não fiquem somente voltados ao uso da internet por meio do celular, Neto disse que a escola deverá sempre trocar a senha.

Neto contou que o Estado também estuda implantar o projeto “Segurança nas Escolas”, que visa a participação de policiais militares do Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar), que atuam como a Atividade Delegada, nas escolas. Entretanto, as cidades que recebem a medida são Campinas e São Paulo, por terem uma necessidade maior da presença da polícia. “O índice de violência em Votuporanga e na região da diretoria regional é bem baixo. Creio que nem em São José do Rio Preto será implantado isso”, disse.

Ele relembrou o antigo Cefam (Centro de Formação e Aperfeiçoamento ao Magistério) e o “IE”, pois antigamente ofereciam ensino sobre como alfabetizar as crianças. Para encerrar, aproveitou a oportunidade para dizer que os pais devem participar mais ativamente da vida escolar dos filhos, o que atualmente não é visto. “A escola é para ensinar, mas os pais têm transferido para ela toda a responsabilidade que cabe a eles mesmos”, falou.

Ele pediu colaboração dos jovens para que não fiquem ao redor das escolas logo que acabam as aulas, o que sempre termina em desavenças, e que no retorno para casa possam utilizar calçadas. O assunto já foi abordado pelo jornal A Cidade neste ano.

Karolline Bianconi

karol@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password