“Esbarrão” iniciou briga em bar; vítima deixa hospital

Com uma investigação intensa – até o momento, mais de dez testemunhas foram ouvidas na DIG -, porém sigilosa, a Polícia Civil de Fernandópolis continua colhendo informações sobre o assassinato do encarregado de uma fábrica de móveis, Luís Cláudio de Assis Oliveira, de 22 anos, nas imediações do Buteko Santo Antônio, localizado na Avenida dos Arnaldos, região central de Fernandópolis.

Dois golpes foram desferidos com uma faca e atingiram a região do tórax da vítima, no centro do peito e no lado direito de seu corpo. O autor do homicídio ainda não foi identificado. Uma segunda vítima, E.P.O.J., 23 anos, que acompanhava Luís Cláudio e também é de Votuporanga, estava internada na Santa Casa de Fernandópolis desde sábado.

O rapaz se recuperou do ferimento e teve alta médica na tarde desta quinta. O que se apurou é que toda a confusão teve início com um “esbarrão” entre a vítima e um jovem que estava acompanhado por alguns amigos, ainda dentro do Buteko Santo Antônio, que possuía um segurança naquele momento. Neste primeira briga, garrafadas, chutes, cadeiradas, empurrões e socos foram desferidos, mas foi “tudo muito rápido”.

Logo em seguida, as duas “turmas” envolvidas pagaram suas contas e foram para o lado de fora do bar, quando novamente trocaram agressões. Diversos vídeos, alguns amadores e outros de câmeras de segurança do estabelecimento e de imóveis vizinhos, continuam sendo analisados pela DIG.

João Leonel-O Extra.net

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password