Emerson Pereira cobra mais uma vez por transposição da linha férrea

Dois acidentes foram registrados, sendo um deles com morte; vereador espera que melhorias saiam na atual administração

 

O vereador Emerson Pereira levou para a sessão da Câmara sua insatisfação por Votuporanga ainda não ter a transposição da linha férrea, na Zona Sul da cidade.

Emerson comentou sobre as ocorrências recentes que foram registradas no respectivo local. Há cerca de 15 dias, uma família sofreu um acidente no mesmo trecho e ninguém se feriu. Porém, na madrugada de segunda-feira, o policial militar aposentado Carlos Antônio Paulo da Silva, de 51 anos, não teve a mesma sorte. Ele morreu após ter o carro em que dirigia atingido pelo trem.

“Estou há 10 anos como vereador e a promessa de melhorias só ocorre em campanha política, mas depois não se cumpre nada”, disparou.

O vereador tem a esperança de que a transposição saia na administração atual, a do prefeito João Dado. “Estamos com 2 anos de mandato e creio que vai ser nessa. Não podemos mais perder vidas”, disse.

Outro ponto debatido em sua fala é que os moradores o informaram que o trem está silencioso, sem avisar de sua passagem. “Tinha que ter cancelas para avisar quando está próximo. Isso é um descuido muito grande”.

 

Melhorias nas praças

Emerson esteve à noite em várias praças e notou que a iluminação está bastante fraca, o que gera insegurança dos moradores frequentarem estes espaços com suas famílias.

Sendo assim, pediu providências, precisamente nas praças Ademar de Barros e Rafael Cavalin, ambas localizadas na Zona Sul.

“Nossa cidade tem que ser mais iluminada, só avenidas de nome que têm mais luzes. E as periferias? Tem que ter iluminação de luz led mais clara”.

 

Falta de medicamento

A falta de medicamento na rede municipal de saúde também foi levada para a tribuna.

Emerson disse que vários moradores relataram que nos postinhos não estão tendo medicamentos considerados simples, como para dores no estômago.

“Quando os munícipes não acham remédio na rede, procuram os vereadores. E nós, como legítimos representantes do povo, temos que nos preocupar sim, pois não queremos deixar que falte medicamento na saúde”, falou.

Sobre a saúde, Emerson lamentou também que alguns munícipes estão aguardando há meses ou anos por ressonância e outros exames de complexidade.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password