Emerson pede que funerárias não cobrem pela limpeza dos corpos às famílias carentes

Pela simplicidade do serviço, Emerson disse que não vê necessidade em ser cobrado um valor alto pela tanatopraxia.

Durante a 8ª Sessão Ordinária, realizada na Câmara Municipal de Votuporanga, na última segunda-feira (12), o vereador Emerson Pereira pediu para que as funerárias não cobrassem pela limpeza dos corpos às famílias carentes. Segundo o vereador, que já presenciou e auxiliou inúmeras famílias carentes, é triste ver o desespero das famílias que, de diversas maneiras, tentam arrecadar fundos para este tipo de serviço, chamado tanatopraxia.

De acordo com o vereador, muitas vezes o valor cobrado é mediante a classe social da pessoa. “A preparação do corpo é um serviço simples, sem necessidade de ser cobrado um valor alto”, disse.

Emerson Pereira também pediu para que o Poder Executivo, através da Secretaria competente, envie à Câmara Municipal as seguintes informações: Qual o prazo final dos contratos celebrados com as empresas que prestam serviços funerários em Votuporanga; Enviar cópias dos termos dos editais de contratação e prorrogação dos contratos mencionados; E se já existe previsão de abertura de novo processo licitatório para a contratação de serviços funerários.

Transporte coletivo

Indignado com a falta de vagas para idosos nos Transportes Coletivos, o vereador Emerson fez uma indicação à ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo para que sejam tomadas as providências diante da dificuldade dos idosos votuporanguenses em não conseguirem retirar passagens gratuitas no transporte coletivo intermunicipal, através da Expresso Itamarati.

Para ele, os idosos merecem respeito e consideração. “Os idosos têm direito à gratuidade no Transporte Coletivo Intermunicipal, mas na realidade isso não é aplicado”, afirmou.

Segundo o vereador, que já investigou anteriormente, os ônibus que vêm de Santa Fé do Sul com destino para São Paulo, quando chegam em Votuporanga não possuem mais as devidas vagas. “Os idosos de Votuporanga ficam sem viajar. É triste ver que o direito dos idosos fica à mercê do destino”, concluiu.

0 Comentários

Deixe um Comentário

3 × três =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password