Embriaguez ao volante cresce em comparação a 2012

Diário traz dados em paralelo ao projeto de iniciativa popular que limita propagandas de cerveja na TV e rádioUma tarde de domingo, somada ao calor excessivo de Votuporanga, resulta, muitas vezes, naquela vontade de beber uma ou mais cervejas bem geladas.
Para inúmeros cidadãos, essa é a receita prática, no entanto, a atenção está na atitude tomada após ingerir a bebida alcoólica e as consequências que isso pode provocar.
O grande consumo também pode ser associado ao marketing agressivo que as marcas de cerveja atribuem em propagandas na TV e rádio, mas isso pode estar com os dias contados.

 

É justamente esse tema que o Diário traz na edição de hoje da série ‘Na Boca do Povo’, as propagandas de cerveja, as quais podem ser limitadas diante de um projeto de iniciativa popular. Também o desfecho dessa história, pois o que pode mudar com essa proibição? Diminuiriam os acidentes envolvendo embriaguez? Os jovens teriam um menor contato com o álcool? São opiniões como essas que a reportagem foi buscar.
Aliás, apenas este ano em Votuporanga, de janeiro a junho, foram 124 boletins de ocorrência registrados de embriaguez ao volante e de julho a outubro, foram 79. O número cresceu em comparação a 2012, principalmente no segundo semestre. No ano passado, de janeiro a junho, foram 112 e de julho a outubro, 52. Os números são apenas de registros de embriaguez, podendo ou não, ter gerado um acidente.
Acompanhe na edição de hoje, a opinião do delegado seccional de Votuporanga, Osny Marchi; do juiz de Direito da Vara da Infância e Juventude de Fernandópolis, Evandro Pelarin; do presidente da Associação Antialcoólica de Votuporanga, Juarez Lino, e – claro – o que está ‘Na Boca do Povo’ jovem.
Ancelmo Lio Diario Foto Glauce Sereno

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password