Em quatro dias, Polícia Militar prende 15 criminosos

O caso mais grave aconteceu em Votuporanga sexta-feira, onde um casal foi sequestrado e mantido refém por três criminosos. O capitão da Polícia Militar Edson Fávero esclarece que a maioria das prisões se concretizou graças às ligações de pessoas anônimas que perceberam algo estranho acontecendo

No transcorrer desta semana entre terça e sexta-feira, a 3ª Companhia de Polícia Militar prendeu em flagrante 15 infratores da lei por de diversos crimes. Em Votuporanga, foi detido um adolescente infrator de 12 anos de idade dirigindo uma motocicleta que furtou, dois tráficos de drogas envolvendo dois adolescentes e um adulto e outros dois foram presos por furto de fios de cobre de uma empresa.

Por Nhandeara foi preso um casal por roubo de caminhão praticado em Caçapava/SP.

Por Valentim Gentil ocorreu prisão por furto a residência, ocasião que também envolvia um adolescente.

No total, 240 porções de drogas foram apreendidas e todos os adolescentes envolvidos nos crimes foram liberados na delegacia.

Porém, o crime mais grave ocorreu sexta-feira, onde um casal que residia em propriedade rural em Votuporanga teve a casa invadida por três criminosos, permanecendo como reféns em cárcere privado durante toda a noite. Ao amanhecer, dois criminosos se deslocaram com o marido até uma agência bancária no centro da cidade para realizarem saques em caixas eletrônicos, onde foram presos por policiais militares da Atividade Delegada. Em seguida foram levados até o cativeiro em meio a um canavial onde estava a mulher como refém, junto com outro criminoso que também foi preso. Cinco criminosos foram presos e encarcerados, entre eles uma adolescente de 17 anos que já tinha em posse as joias roubadas do casal, bem como o caseiro da propriedade rural, que durante a lavratura do flagrante ficou evidenciada sua participação no crime, o qual passou informações aos criminosos, sobre bens e a rotina do casal. As jóias roubadas foram recuperadas. Foram apreendidos um revólver e dois facões grandes utilizados nas agressões contra as vítimas, que ficaram bastante feridas, permanecendo a mulher internada no Hospital de Base de São José do Rio Preto.

O capitão da Polícia Militar Edson Fávero esclarece que a maioria das prisões se concretizou graças às ligações de pessoas anônimas que perceberam algo estranho acontecendo. Esclarece que população e polícia, unidas, são mais fortes. “Muitas prisões não teriam acontecido se não fosse o acionamento rápido através do 190”.

É perceptível o aumento dos crimes pela cidade no período pós-carnaval. Também foram registrados durante a semana furtos de automóveis, motocicletas, estabelecimentos comerciais e residências. É fundamental que os veículos e as motocicletas sejam devidamente fechados e travados, não devendo permanecer por longos períodos estacionados em locais ermos e escuros.

As residências e estabelecimentos comerciais devem ter suas janelas, portas devidamente trancadas, e se for possível, protegidas por alarmes. Porém, nada é mais eficiente que uma rápida ligação para o 190.

Conforme descrito acima, infelizmente se verifica o grande envolvimento de adolescentes em práticas criminosas, cada vez mais graves. Certamente isso decorre da sensação de impunidade gerada pela legislação vigente.

“Estamos 24 horas por dia combatendo a criminalidade e prevenindo crimes, porém, a participação, de forma anônima pela sociedade é essencial para o sucesso da polícia em muitas ocorrências”.

#votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password