EM PAULO DE FARIA: idoso é morto estrangulado após não concordar que inquilino usasse droga ao lado de bebê

Corpo de idoso foi encontrado carbonizado no domingo em uma área rural de Paulo de Faria com sinais de estrangulamento; acusado foi preso nesta terça-feira.

 

Um homem de 24 anos foi preso na noite desta quarta-feira, 18, acusado de ter matado um idoso estrangulado em Paulo de Faria. O corpo do senhor de 78 anos foi encontrado carbonizado no domingo, 15, com sinais de estrangulamento em uma área rural da cidade.

Após investigações da Polícia Civil, em conjunto com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto, a equipe identificou o suspeito de ter matado o idoso. Ele foi preso na noite desta quarta-feira, 18, em Catanduva, quando acabou confessando a autoria do homicídio.

Ele disse à polícia que a motivação do crime teria sido uma discussão com a vítima sobre o uso de drogas. Segundo a polícia, a vítima encontrada morta dizia que o acusado dava drogas a filha recém-nascida, o que fez com que ele matasse o idoso e ocultasse o corpo em uma área rural.

Gentil Domingues, de 78 anos, teria alugado a residência para o acusado morar junto com a filha recém-nascida e sua esposa. Quando o acusado estava morando na casa, o idoso sentiu um forte cheiro de maconha e foi ver o que estava acontecendo, Gentil teria não concordado com o rapaz fumar o entorpecente ao lado do bebê. O acusado não gostou e golpeou o idoso com socos.

Após ver que Gentil estava desacordado, o rapaz de 24 anos ainda teria estrangulado o idoso e levado o corpo para uma zona rural, onde ateou fogo. Gentil foi encontrado no domingo, sendo sepultado na segunda-feira, 16, no Cemitério Municipal de Paulo de Faria. O homem que confessou o crime foi preso por homicídio.

(Colaboraram Rone Carvalho e Marco Antonio dos Santos)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password