Em Lins: Vestibulando de medicina é detido com central de vendas de respostas em caminhonete

Durante a tarde de domingo (29), um esquema de cola eletrônica, que custava até R$ 5 mil aos vestibulandos que iriam prestar a prova para entrada no curso de medicina da FUNEP (Fundação Educacional de Penápolis), foi descoberto na rodovia por policiais rodoviários da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), em Pongaí na região de Lins/SP.

Conforme o relato de testemunhas, o flagrante aconteceu por volta das 15h30 enquanto os agentes faziam uma ação fiscalizatória contra os crimes de tráfico na estrada, quando deram ordem de parada para uma caminhonete SW-4, guiada por um jovem de 28 anos, na companhia de outras duas mulheres com idades entre 25 e 40 anos, na Rodovia Dr. Mário Gentil (SP-333).

Dentro do veículo utilitário com placas de Teófilo Otoni/MG havia uma maleta com diversos pontos e rádios comunicadores por onde possivelmente eram transmitidas as respostas da avaliação realizada no domingo, 369 inscritos, uma média de 5 candidatos por vaga. “- Não houve nenhum tipo de lesão ao processo seletivo, ele não chegou a efetivar a fraude”, disse Thiago Mazucato da comissão responsável pelo processo de seleção.

Todos os detidos são moradores na cidade mineira e retornavam do município penapolense o homem disse à polícia que já estava na cidade no dia anterior a prova mesmo assim não conseguiu responde-la.

A FUNEPE (Fundação Educacional de Penápolis) e a FAFIPE (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis) sempre prezaram pela lisura, transparência e segurança de seus processos seletivos. Com o crescimento e ampliação da estrutura da faculdade, foi criada a CoPPS (Comissão Permanente de Processos Seletivos) visando ao aprimoramento e aperfeiçoamento de todas as etapas dos vestibulares.

Diante de fato ocorrido e amplamente divulgado pela imprensa, de uma tentativa de fraudar o vestibular de medicina, ocorrida na tarde de domingo (29), a instituição reafirma seu compromisso com a seriedade dos processos seletivos, constatada por meio de todas as medidas de segurança tomadas por sua equipe durante a aplicação da prova.

Tal seriedade das medidas de segurança tomadas pela instituição durante o vestibular se evidencia pela Frustração da tentativa de fraudá-lo por meio de equipamentos eletrônicos, escutas e celulares. Isso se confirma pela apreensão destes equipamentos pela Policia Rodoviária (TOR) e pela Coordenação da Polícia Judiciária (Lins), de acordo com o boletim de ocorrência.

Enfatizamos também que o acusado detido pela Polícia não compareceu à aplicação da prova nas listas de presença do vestibular) e de acordo com o boletim de ocorrência, conforme trecho abaixo do mesmo: “- Nesta delegacia, o investigado confessou que, de fato, iria tentar fraudar o vestibular de medicina, porém, desistiu antes de concretizar o ato”.

A instituição prosseguirá normalmente com as próximas etapas (correção, divulgação dos resultados e matrículas). No dia 03 de agosto de 2018, será publicada a lista de aprovados no Vestibular de Medicina da FUNEPE e o calendário de matrículas permanece de acordo com o edital.

Flagrante…

Desconfiados da história apresentada pelo suspeito, os militares fizeram uma revista dentro da caminhonete e encontraram fora ao aparelho comunicador, várias baterias, um detector de metais, antena transmissora e micro-escutas.

Basicamente o suspeito que estava em Penápolis com a namorada desistiu de se infiltrar aos demais candidatos que poderiam comprar as respostas da prova vendidas por outra pessoa.

As soluções pedidas no questionário do concurso seriam repassadas de dentro de uma espécie de central telefônica montada dentro do carro.

Na delegacia, outros dois integrantes do grupo negam sobre a existência dos equipamentos apreendidos, com eles cinco telefones celulares foram recolhidos e R$ 429 em dinheiro. A Polícia Civil segue investigando a história, ninguém foi preso.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password