Em entrevista, Presidente de Sindicato acredita em acordo com Prefeitura

Ele disse que o prefeito Junior Marão pegou todo mundo de surpresa, mas acredita em um acordo para diminuir a porcentagem 

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Inácio de Oliveira Pereira, esteve ontem no programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade, para comentar as mudanças estabelecidas no plano de saúde dos servidores. Atendendo a medida da ANS (Agência Nacional de Saúde), o município vai cobrar 20% dos servidores ativos e 50% dos aposentados pelo serviço. Ele disse que o prefeito Junior Marão pegou todo mundo de surpresa, mas acredita em um acordo para diminuir a porcentagem.

“Essa lei da ANS é de 2011 e eu já conversei com o secretário municipal de Gestão Administrativa, Miguel Maturana Filho sobre este assuntou, mas eu esperava que a Prefeitura estivesse preparada para que isso acontecesse. Que fizesse uma assembleia para explicar a mudança aos trabalhadores e cobrasse um percentual menor, cerca de 5% dos que estão na ativa e 20% dos aposentados”.

Inácio contou ainda que, se a Prefeitura quisesse, poderia continuar pagando 100%. “Toda vez que discutimos o assunto salário, o prefeito sempre colocou à frente que nenhuma Prefeitura dava os 100% aos funcionários. Ele sempre quebrava a proposta do sindicato por causa disso. Agora, estão deixando a desejar, porque não estão fazendo um planejamento”.

O presidente do sindicato, ressaltou, porém, que a lei autoriza a cobrança. “Não posso tirar o mérito da causa”, disse.

Irritado com questionamentos com relação à atuação do sindicato, Inácio disse que tem o costume de ouvir primeiro para depois falar. “Tem gente que tem costume de falar sem ouvir. Tem pessoas alopradas que pensam que fazer alguma coisa em benefício dos outros é saciar a vontade própria e não seguir as leis”.

Sobre a fala de alguns vereadores, criticando o trabalho do sindicato, ele disse: “acho que o vereador tem que cuidar da cidade e deixar o sindicato cuidar dos servidores. Eles estão prejudicando os funcionários. É o nosso futuro que está em jogo”.

O presidente do Sindicato disse ainda que os servidores não têm ganho real há tempos. “A Prefeitura está devendo 28% do salário para o funcionário, porque só tem feito a complementação da inflação”.

Para finalizar, destacou que sentiu boa fé do secretário Maturana e aguarda uma sensibilização do prefeito com a causa.

Leidiane Sabino

leidiane@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password