Economista dá dicas para não se endividar com liquidação

Especialista diz que preocupações devem ser com contas importantes. Shoppings do noroeste paulista fazem liquidações neste início de ano.

Os meses de janeiro e fevereiro são sempre apertados na questão financeira para a maioria das pessoas. Além dos impostos como IPVA e IPTU, tem gente que ainda está pagando a fatura do cartão de crédito com gastos do Natal. Por isso, especialistas dão dicas de como evitar os gastos extras e controlar as contas, principalmente em meio a tantas liquidações de início de ano.

Em shoppings da região noroeste paulista é possível encontrar descontos de 30%, 40% e até 50%. Além disso, as formas de pagamento estão cada vez mais acessíveis. O economista Caio Nielson, de São José do Rio Preto, diz que o planejamento deveria ter começado no ano passado, mas ainda é possível evitar as dívidas. O consumidor precisa separar as contas de primeira necessidade daquelas que podem esperar. “As contas de primeira necessidade são mercado, aluguel, conta de luz, água, essas são importantes. Depois se preocupar com as outras contas”, afirma o economista.

Além disso, segundo o especialista, é importante controlar os impulsos. “É bom sempre sonhar e pensar em ter algum bem material, mas sempre com consciência, sem entrar em uma dívida que depois não consegue sair”, afirma Caio.

Assim que se desligou da empresa onde trabalhava, há pouco mais de um ano, o diretor de TI Vinícius Naranjo de Oliveira apostou na disciplina. Ele decidiu contabilizar todas as despesas de casa. “Eu levo tudo para uma planilha, tenho acesso pela internet, e atualizo os meus gastos e tenho muito gasto com o cartão de crédito. Então a cada três quatro dias eu vou na planilha e registro os gastos que fiz”, afirma Vinícius.

Para monitorar o orçamento doméstico, são necessários apenas alguns minutinhos por semana, que garantem tranquilidade e economia. “Até então não tinha noção do quanto eu gastava por mês, o que eu ganhava dava para o mês, então não me preocupava. Mas eu não tinha ideia de quanto gastava”, diz o diretor de TI. (Fonte: g1.globo.com)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password