É bom parar de reclamar

O amigo leitor já pensou quanto tempo passa reclamando da vida? Meu cabelo é duro e não penteia; sou magro demais, minha amiga é dez vezes mais bonita, por que eu não sei jogar futebol que nem o Ronaldo? E por aí, desfia-se um rosário de reclamações. E nem adianta vir com essa cara de anjinho ou de santinha, porque você também reclama e do mesmo jeito, da mesma forma e das mesmas coisas que eu e todo mundo.

E sabe por que a gente reclama? Porque é infinitamente mais fácil, mais confortável e comum do que se aplicar e fazer as coisas do jeito certo. Assim, ao invés de agradecer pelo que temos, reclamamos do que não temos ou do que deixamos de ter. Antes que alguém no fundo da sala levante um dedinho, concordo que reclamar faz parte do jogo, só que é preciso colocar um limite, não concorda?

Queremos que tudo nos venha de mão beijada. É por isso que as religiões que prometem transformar a vida do sujeito num mar de rosas, ou melhor, de prosperidade, vêem crescer dia após dia o número de seus adeptos.

O cara quer pagar o dízimo e cobrar de Deus a fortuna instantânea, a cura de suas doenças e o amor de sua vida. Já reparou? Um homem sobe num altar qualquer e “vende” o paraíso, sem exigir que você se melhore, que você se instrua que você pratique a caridade. Nada disso, é na base do “pagou”, “ganhou”. E seguem-se as correntes da prosperidade, as novenas da terra santa e até, o cumulo dos cúmulos, simpatia para emagrecer de Chico Xavier.

Gente, nós temos tantas coisas para agradecer, mesmo que pareça exatamente o contrário. Quanto mais obstáculos, maiores serão nossas conquistas. Nós somos os resultados de nossos sonhos, de nossas lutas, de nossos ideais e, se a vida não anda lá essas coisas, a culpa é nossa.

Olhe, me permita dizer uma coisa assim, na lata, sem delongas: Você não é o único que está cheio de problemas na sua casa ou te esperando todos os dias quando chega na empresa; você não é a única pessoa do mundo que vive numa correria desgraçada, sem tempo pra nada, cheio de contas, de carnês pra pagar. Não é só você que está com o coração despedaçado por um amor malvado. Estão todos assim. Você não foi o escolhido para ter todas as mazelas. Você, repito, não é o único. Este mundo é assim mesmo, cheio de problemas, de dificuldades, de sofrimentos.

Lamento dizer que nenhuma igreja vai salvar sua alma, se você não arregaçar as mangas e partir para a luta. Leitor, preste atenção, se as coisas não estão boas, isso é um mal eterno e necessário para cada um de nós. Sempre existirão problemas, noites mal dormidas, imperfeições e tapas na cara. Porém, o tempero da vida também tem sal. A vida é dura e a gente tem mesmo que bater a bunda no chão muitas vezes para aprender a levantar, crescer, evoluir, até se transformar em uma pessoa melhor.

* Diretor da Divisão Municipal de Eventos e Cerimonial de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password