Duplicação de rodovia em Araçatuba ainda não tem data para ser concluída

A duplicação da Rodovia Elyézer Montenegro Magalhães não tem mais data para ser concluída, já que o contrato com a empresa responsável pelos serviços foi rompido. No local não tem ninguém trabalhando desde que a prefeitura deAraçatuba (SP) rompeu o convênio com o governo do estado.

A rodovia está com vários trechos interditados há dois anos e os desvios passam em áreas residenciais, colocando em risco a segurança de moradores e motoristas. Os motoristas que passam pela rodovia nos trechos que cortam a cidade são obrigados a fazer desvios desde o início das obras de duplicação, em dezembro de 2011.

Muitos reclamam da sinalização que é precária em alguns pontos e coloca em risco a vida dos motoristas. Em vários trechos, a duplicação é feita perto dos bairros, o que preocupa os moradores. A dona de casa Margarete Santos de Oliveira se sente incomodada principalmente por causa dos caminhões. “Passa muito caminhão, muita carreta, 24 horas por dia, é um perigo para as crianças que brincam no local e para motociclistas desavisados”, afirma.

Os serviços foram paralisados no primeiro semestre de 2013, devido ao problema nas desapropriações. Em 2012 a prefeitura de Araçatuba se comprometeu a fazer a liberação das áreas onde devem ser construídos viadutos, retornos e rotatórias, mas em março do ano passado, Cido Sério desistiu da compra dos terrenos e pediu o cancelamento do convênio com o estado.

Desde então o DER, Departamento de Estradas e Rodagens, assumiu o trabalho e suspendeu o contrato com a empreiteira que prestava o serviço orçado inicialmente em quase R$ 50 milhões. Uma nova licitação deve ser feita até fim de janeiro, só então, a obra será reiniciada.

Segundo o DER, o contrato foi rompido porque a empresa exigiu correção nos valores das obras, que foram definidos na licitação. O governo estadual precisou pagar parte dessa despesa, mas foi praticamente dinheiro jogado fora, já que a empresa que assumir os serviços vai ter que refazer alguns trabalhos.

A prefeitura de Araçatuba informou que desistiu de negociar as desapropriações por causa da dificuldade para chegar a um acordo com os donos das áreas. Outros trechos da rodovia também estão recebendo melhorias, mas essas obras estão em andamento porque são realizadas por outras empresas.

 

G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password