Duplicação da Péricles Bellini será entregue em fevereiro

No mês de outubro, em visita a Votuporanga, o governador Geraldo Alckimin chegou a dizer que a obra seria entregue em dezembro

 

Moradores dos bairros Monte Verde, Residencial Noroeste e adjacentes ainda terão mais de um mês de espera até que seja concluída a obra de duplicação da rodovia Péricles Belini – SP 461. A Secretaria de Estadual de Logística e Transportes confirmou que a previsão de término da obra é para o fim de fevereiro.

 

Em visita a Votuporanga no mês de outubro, o governador do estado, Geraldo Alckimin disse que a obra seria entregue em dezembro. Porém, houve atrasos, e o transtorno para os moradores da Zona Oeste da cidade ainda continuam até fevereiro.

 

O investimento gira em torno de R$ 20 milhões, num trecho de 3,6 quilômetros com três dispositivos em desnível.
A prefeitura de Votuporanga informou que inicialmente a obra nas marginais estava prevista no projeto, porém, o recurso do convênio não era suficiente para contemplar o serviço, sendo assim, este trabalho será executado em uma segunda etapa.

 

“Vale ressaltar que foi construído um acesso para os moradores dos bairros da região oeste por baixo do viaduto construído”, afirmou o secretário de Obras da Prefeitura de Votuporanga, Waldir Petenucci.

 

Não houve investimentos por parte da prefeitura na duplicação da Péricles Belini, porém a prefeitura informou que na época houve uma gestão política do prefeito Junior Marão junto ao Governo do Estado para viabilizar a obra juntamente com a duplicação da rodovia Euclides da Cunha.

 

 

Melhorias

As obras da SP-461 tiveram início em março de 2013, além da duplicação, houve benfeitorias no recapeamento da pista existente e implantação de um viaduto e dois trevos de acesso.

Estes dispositivos estão localizados na travessia que liga a avenida das Nações a 2º Distrito Industrial, localizada no quilômetro 126; um trevo que ligará o bairro Chácara das Paineiras (Rua Vitório Albarello) à estrada vicinal “Nelson Bolotário”, conhecida como “Subida da Morte“ (sentido Valentin Gentil), localizado no quilômetro 125; e mais um trevo, na ligação da avenida Onofre de Paula ao Residencial Noroeste, localizado no quilômetro 124.  

Isabela Jardinetti

De Votuporanga 

Crédito: André Nonato/ O Jornal

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password