Dupla que tentou aplicar golpe de R$ 400 mil em idosa é presa em Rio Preto

Na tarde da última quarta-feira (1), a Polícia Civil de Rio Preto prendeu um rapaz de 22 anos e uma jovem de 21 anos que tentaram aplicar o ‘golpe do bilhete premiado’ em uma idosa de 79 anos.

As investigações começaram quando uma mulher, de 53 anos, procurou a Divisão Especializada em Investigações Criminais de Rio Preto (DEIC) para informar que sua mãe foi vítima do golpe.

Para os policiais, ela disse que recebeu uma ligação do gerente da agência bancária que estranhou as duas transações feitas pela idosa, que juntas somaram o valor de R$ 400 mil.

Segundo a testemunha, a aposentada foi abordada por um homem enquanto saia do mercado, que alegou que estava passando mal e que tinha um bilhete premiado no valor de R$ 10 milhões, mas que não iria sacar devido a sua religião. Nesse instante uma desconhecida se aproximou e falou que por ser advogada poderia ajudá-lo.

Os dois golpistas então orientaram a aposentada a trocar o bilhete premiado pelo valor de R$ 400 mil em duas transações de R$ 200 mil, porém as transações foram impedidas pela desconfiança do funcionário do banco.

Com essas informações os policiais civis da DIG/DEIC/DEINTER 5 iniciaram diligências e mais tarde conseguiram identificar a falsa advogada que levou a idosa até a agência bancária e, em seguida, para sua residência. Ainda constataram que a golpista estava utilizando um carro Logan preto.

Com as novas informações sobre os criminosos os agentes repassaram as características do veículo em grupos policiais sendo que no final da tarde do mesmo dia foram informados de que Logan tinha sido avistado em alta velocidade na BR-153, sentido Nova Granada.

Os policiais da DEIC, Polícia Militar (PM) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram até um posto de combustível, onde conseguiram abordar os estelionatários, reconhecidos, posteriormente, pela aposentada.

Questionados sobre o crime, a dupla confessou e revelou que estavam na posse de R$ 4.400.00, que pertenciam à vítima.

Os aparelhos celulares e o veículo utilizado no crime foram apreendidos, bem como o dinheiro.  Os policiais também entraram em contato com a Polícia Civil de Guarapari (ES) ao constatarem que uma das contas beneficiárias do depósito era do município.

Mais tarde foram informados de que na agência bancária da segunda cidade foi encontrada uma terceira integrante do grupo que acabou sendo presa assim como os jovens que foram mantidos na carceragem da DEIC e responderão por estelionato, furto e associação criminosa.

DHoje Interior

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password